Header Ads

Prefeitos são rejeitados para segundo mandato

No município de Tauá, a atual prefeita e presidente
estadual do PMB, Patrícia Aguiar, perdeu
a eleição com uma diferença de apenas
93 votos.FOTO: Daniel Aragão
Política. O resultado das urnas neste domingo apontou que dos 105 prefeitos cearenses que concorreram à reeleição 62 não tiveram o mesmo sucesso alcançado no pleito de 2012. Por outro lado, os 42 que foram reeleitos com mais votos do que antes receberam a aprovação dos munícipes e a carta branca para mais quatro anos de governo. Para fechar a conta, soma-se ao resultado o segundo turno em Fortaleza, em que o prefeito Roberto Cláudio (PDT) vai concorrer a mais uma disputa no dia 30 de outubro.

Na Capital, Roberto Cláudio tirou 524.973 votos ou 40,81% e vai disputar o segundo turno com Capitão Wagner (PR), que recebeu 400.802, que equivale a 31,15%. Ainda na Região Metropolitana de Fortaleza, Maracanaú reelegeu Firmo Camurça (PR), que obteve 81.315 votos.

Uma das apurações mais acompanhadas pela proximidade de votos obtidos pelos candidatos foi em Tauá. A prefeita e presidente estadual do Partido da Mulher, Patrícia Aguiar, perdeu com a diferença de apenas 93 votos. Ela obteve 19.194, e seu adversário, Carlos Windson, do PR, 16.287 votos. Situação parecida, em Tamboril o prefeito Ramiro Júnior (PDT) foi derrotado por Pedro Calisto (PMDB) com diferença de 318 votos. Em Croatá, Thomaz venceu o atual prefeito com apenas 13 votos a mais.

Também teve município onde a disputa não foi tão apertada chegando a diferenças estratosféricas. Em Aquiraz, por exemplo, Guimarães (PP) só recebeu 14.109 votos e seu concorrente eleito, Edson Sá (PMDB), teve 26.348. Em Itapajé, Kelsey Forte (PSB) ficou em terceiro lugar, perdendo com a diferença de 6.021 votos para Dimas Cruz (PP), que somou 11.730.

A disparidade foi ainda maior no município de Limoeiro do Norte, onde o prefeito Paulo Duarte (DEM) foi derrotado por Dr. Zé Maria (PMDB) com intervalo de 17.596 votos. Enquanto Duarte recebeu a aprovação de 7.342 eleitores, Zé Maria foi aprovado por 24.938.

No bloco dos que só tiveram motivos para comemorar, o prefeito de Acopiara foi reeleito com 15.486 votos ou 98,24%. Em Campos Sales, Moésio Loiola (PDT) somou 11.051 votos e seu adversário mais próximo, Costa Torres (DEM), atingiu apenas 371. Em Quiterianópolis, Dr. Barreto (SD) foi reeleito com 95,95% dos votos. Ele recebeu 6.569 e Júnior Lacerda (PMDB) 277. A diferença também foi grande em Quixeré, onde Bessa (PDT) conseguiu a reeleição com 90,05%. O segundo foi Orleudo do PSDB com 9,95%.

Outro fato notável por, no mínimo, ser curioso, aconteceu em Cariús. Os candidatos Iran (PSDB) e Nizo Costa (PMB) tiveram o mesmo número de votos. Cada um recebeu 5.811 votos, somando 48,34%. O terceiro lugar obteve apenas 358, ou 2,98%. O critério de desempate foi a idade, dando a gestão do Município ao tucano Iran.

No pleito deste dia 2 de outubro quem levou a melhor, entre os partidos, foi o PDT. A legenda conseguiu eleger 51 prefeitos, sem contar com o prefeito Roberto Cláudio, que vai concorrer a reeleição no segundo turno. Na sequência, quem mais elegeu foi PMDB, com 27 ao todo. Em terceiro lugar, o PSD conseguiu emplacar em 18 prefeituras.

Em seguida, com pouco menos eleitos, o PT e o PSDB contam com 15 candidatos eleitos. O PR conseguiu eleger 12 prefeitos, sem contar com a candidatura à eleição de Capitão Wagner no segundo turno. PP e PCdoB marcaram oito, e aparecem seguidos do SD e do PTB, com seis e cinco respectivamente. Com dois eleitos cada, estão PEN, PSB, PRB, PMN e PHS.                (Diário do Nordeste)

Principal

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.