Header Ads

Valor pago do 13º no Ceará sobe 15% e vai a R$ 4,91 bi

Até o fim de 2016, a economia cearense deverá receber cerca de R$ 4,91 bilhões com o pagamento do 13º salário, valor que equivale a aproximadamente 2,5% do total do Brasil (R$ 196,7 bilhões) e 15,53% do Nordeste (R$ 32,6 bilhões). Esse montante representa em torno de 3,7% do Produto Interno Bruto (PIB) estadual, de acordo com o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese).
No Ceará, o número de pessoas que receberá o benefício é estimado em mais de três milhões. Comparado a 2015 (3.022.117), o total de beneficiados previsto para este ano (3.044.799) é 0,75% maior. Quanto ao valor estimado em 2015 (R$ 4.270.396.233,00), o incremento em 2016 (R$ 4.913.326.834,00) é de 15%.
O número de pessoas que receberá o 13º salário no Estado equivale a 3,62% do total que terá acesso ao benefício no Brasil. Em relação à região Nordeste, esse percentual é de 16,73%. Os empregados do mercado formal, celetistas ou estatutários, representam 51,5%, enquanto pensionistas e aposentados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) equivalem a 48,5%.
'Bom momento'
O superintendente do Dieese no Ceará, Reginaldo Aguiar, lembra que os dados apresentados constituem uma projeção do volume total do 13º salário que entra na economia ao longo de todo ano, e não necessariamente nos dois últimos meses de 2016. Por outro lado, o economista destaca que a maior parte do valor do benefício é pago somente no fim do ano.
"Acredito que o 13º vem em um bom momento, trazendo um alívio para a economia cearense, mesmo que a inflação ainda esteja em um patamar alto, devendo fechar o ano em torno de 7%. O crescimento dos números, frente a 2015, é positivo, embora o emprego formal no Ceará não venha crescendo tanto neste ano", observa.
No que se refere aos valores que cada segmento receberá, os empregados formalizados ficam com 64,1% (R$ 3,1 bilhões) do total destinado, enquanto que os beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), com 35,9% (R$ 1,7 bilhões).                           (Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.