Header Ads

Em relatório, deputado Zé Ailton planeja reestruturação no Crato

Vice-prefeito eleito, André Barreto, ao lado do
prefeito eleito, Zé Ailton Brasil.
Política. O deputado estadual Zé Ailton Brasil (PP), eleito prefeito do Crato, apresentará no próximo dia 30 de novembro um relatório sobre a situação do Município. O parlamentar, que está acompanhando o processo de transição com a atual gestão, afirmou que pretende fazer uma reforma administrativa na Prefeitura e destacou que quer governar em diálogo com todos os vereadores da Câmara Municipal.
Brasil, assim como Ivo Gomes (PDT), Laís Nunes (PMB), Naumi Amorim (PMB) e Carlomano Marques (PMDB), se consagrou vitorioso na disputa eleitoral deste ano. Segundo ele, foi feito um mapa de toda a administração da cidade, onde a equipe tem passado até três dias por semana acompanhando os órgãos da Prefeitura, a fim de se informar sobre as ações da gestão e colher dados sobre o Município. Segundo ele, a segunda fase será a elaboração de um relatório a ser entregue no dia 30 próximo.
A ideia inicial é reestruturar o Município e dar a ele um novo tamanho. Segundo o parlamentar, até o momento, não foi detectado indício de desmonte da Prefeitura do Crato e o processo de transição está dentro da normalidade. Conforme Brasil, não tem havido qualquer dificuldade na troca de informações.
Zé Ailton Brasil explicou ao DN que sua equipe pretende apresentar um organograma que facilite a administração. A ideia é reduzir o número de secretarias, que atualmente são 20. “Queremos reduzir esse quadro para não termos funções em secretarias que se confundem. Eu defendo que quem arrecada deve ser o responsável pelos gastos. Para que a gente possa ter dinamismo. Vamos ter redução de secretarias, porque a arrecadação tem caído e temos que otimizar a receita”.
A Câmara Municipal do Crato é composta por 19 vereadores e, destes, 11 fazem parte da base aliada de Zé Ailton Brasil. Ele já tem dialogado com os parlamentares, os eleitos e os atuais, em busca de harmonia na gestão. “Quero um governo de diálogo e, para isso, precisamos também do apoio da oposição”, frisou.
O eleito destacou ainda que uma pesquisa realizada por sua candidatura apontou a área da saúde como a mais problemática. Portanto, ele disse que, como prefeito, pretende manter a folha de pagamento dos servidores em dia e dar atenção especial à saúde. “Cerca de 49% da população aponta a Saúde como principal problema. Queremos conversar com os secretários e mostrar como o Município se encontra, e como queremos o Crato nos próximos anos”, afirmou.
(Diário do Nordeste)
Principal

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.