Header Ads

Projeto visa reduzir animais em cemitério de Juazeiro

1º Fórum Pet quer estimular castração e adoção dos
bichos de rua. FOTO: Serena Morais
Discutir a castração de animais de ruas e a doação de cães e gatos. Estes são os temas principais do 1º Fórum Pet, a ser realizado no próximo domingo (03), no auditório da Escola de Ensino Médio Professor Moreira de Sousa, em Juazeiro do Norte. O evento é promovido pela Comunidade Bástel e contará com apoio de várias instituições que cuidam de animais. A ideia é reuni-las para que sejam tomadas algumas decisões neste sentido.

“O importante é que seja abordado no fórum, principalmente, o projeto voltado para a adoção e castração dos gatos que perambulam dentro do Cemitério do Socorro, aliviando a população de bichanos naquele local”, afirma o idealizador e coordenador do projeto, Regis Alves. Segundo ele, num levantamento preliminar, foi constatado que em torno de 90 animais vivem no local, não se sabendo o número exato. “Um dos problemas é a chegada de mais animais, que são deixados ali por pessoas. A gente quer evitar isso”, afirma Regis.

Conforme Regis, os gatos que vivem perambulando no interior do Cemitério do Socorro são alimentados diariamente por pessoas caridosas. Ele ressalta que, fora essa alimentação, busca-se também elaboração de um cadastro, quantificando filhotes, fêmeas e machos, inclusive, animais doentes. Em cada animal será colocada uma pulseirinha com numeração, para ter um controle e facilitando a identificação daqueles que chegam debilitados ou vítimas de maus-tratos.

Ele acrescenta que a ideia é levar o projeto do Fórum Pet para outros municípios da Região Metropolitana do Cariri, como Crato e Barbalha, Missão Velha, entre outros. “A gente vai fazer esse fórum pra ver se outros municípios começam a criar a responsabilidade de castrar os animais de rua, para não ter uma superpopulação e incentivar a adoção”, diz. Para a dona de casa Maria Josefa da Conceição, moradora do Bairro Frei Damião, a ação é interessante e pode chamar a atenção das pessoas para a importância de se adotar um animalzinho de estimação. “Eu mesma tenho três cachorros e cinco gatos. Os considero como membros da família”, relata.              (Jornal do Cariri)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.