Header Ads

Estado zera a fila por transplante de córnea

Desde a implantação da Central de Transplantes, em
1998, foram realizados no Estado 8.624 transplantes
de córnea. 
FOTO: Marcelino Junior
O Ceará zerou a fila de espera de transplantes de córnea, de acordo com análise realizada pelo Ministério da Saúde divulgada pela Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa). O órgão leva em consideração a média dos últimos três meses, que deve ser maior que o número de pacientes na lista de espera. Nos últimos 90 dias, o Ceará realizou 136 transplantes em setembro, 161 em outubro e 140 em novembro. Nesse período, a fila de espera diminuiu de 246 pacientes em setembro, 51 em outubro e 76 em novembro, totalizando uma média 373 pacientes, número abaixo dos 437 procedimentos realizados nos últimos três meses.

Desde a implantação da Central de Transplantes, em 1998, foram realizados no Estado 8.624 transplantes de córnea, 1.183 somente este ano, até o dia 6 de dezembro. A "fila zero" de córnea é uma meta estabelecida pela Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO) e indica a situação em que o paciente que precisar de uma intervenção cirúrgica não necessita esperar pelo tecido porque ele já está disponível para a cirurgia.

O Registro Brasileiro de Transplantes (RBT) posiciona o Ceará como o segundo estado que mais realiza transplantes de córnea no País. Com taxa de 132,1 intervenções por milhão da população (pmp), o Estado está entre os cinco, além do Distrito Federal, que ultrapassaram os 90 transplantes de córnea pmp. Este ano, em outubro, o Ceará já registrava o maior número de cirurgias de córnea realizados em um ano no Estado, superando os 831 procedimentos de todo o ano de 2015. O número de transplantes de córnea ajudou o Estado a estabelecer novo recorde de transplantes de órgãos e tecidos.

"A implantação de novos bancos foi essencial para chegarmos ao segundo lugar no transplante de córneas no Brasil. O número de pacientes na fila de espera era pra ser ainda menor. Muitos adiaram a cirurgia por conta das festas de fim de ano e outros por esperarem o procedimento em suas respectivas cidades. Isso torna possível, inclusive, exportarmos córneas para outros Estados. Vale destacar também que esses números só foram possíveis pela generosidade das famílias dos doadores, que foram solidários e generosos nesse momento de dor ", destaca a coordenadora da Central de Transplantes da Secretaria da Saúde do Estado, Eliana Barbosa.

Além do Banco de Olhos do Hospital Geral de Fortaleza (HGF), funcionam atualmente o Banco de Olhos do Ceará, em Fortaleza, e o Banco de Olhos da Santa Casa de Misericórdia de Sobral. Eliana Barbosa também destaca a implantação do núcleo de captação de córneas na Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce).

Comemoração

Nesta sexta-feira (09) é comemorado o dia nacional do doador de córneas. Em comemoração, famílias de doadores e pacientes contemplados participarão de uma celebração realizada pela Sesa no Hospital Geral de Fortaleza, a partir da 10h. Na ocasião, também será comemorado os 10 anos do Banco de Olhos do HGF.                     (Diário do Nordeste)

Principal

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.