Header Ads

Instalação de semáforo na rotatória de Juazeiro gera congestionamento e divide opinião de motoristas

Após a instalação do semáforo, o congestionamento
aumentou. FOTO: André Costa
A intenção, de acordo com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-CE), era gerar maior fluidez no tráfego em um dos trechos mais intensos do triângulo Crajubar. No entanto, após quatro dias da instalação dos semáforos de dois tempos, na rotatória de Juazeiro do Norte, as reclamações se acumulam, assim como a fila de veículos na Avenida Padre Cícero, principal via de acesso que liga os municípios de Juazeiro, Crato e Barbalha.
A principal queixa dos motoristas é o congestionamento que chega a um quilômetro nos horários de pico. O problema é ainda agravado por conta de uma parada de ônibus instalada em frente ao Hospital de Fraturas. “O motorista do coletivo pega os passageiros nessa parada e depois tem que fazer a conversão à esquerda na rotatória, só que para isso, tem que furar a fila de carros deixando o ônibus atravessado na Avenida”, critica o enfermeiro Pedro Novaes.

Quando isso acontece, seja em horário de pico, ou não, o trânsito fica ainda mais lento, afirma a consultora de vendas, Jaqueline Barbosa. Conforme conta, a medida que “seria para ajudar, só tem atrapalhado”. “Até entendo que o semáforo foi colocado por medida de segurança, mas o projeto foi muito mal pensado. Além de muitos condutores não respeitarem a faixa de conversão, o trânsito que já é ruim em Juazeiro, ficou pior”, acrescenta Novaes.
Em contrapartida, há quem avalie positivamente a instalação do equipamento. O autônomo Bergson Oliveira da Cruz, diz que “realmente é preciso para evitar os acidentes que vinham acontecendo”. Segundo ele, “é só questão de tempo até os motoristas se acostumarem a nova realidade”.

Soluções
Para muitos, a alternativa para alinhar segurança e fluidez no tráfego, seria a construção de um viaduto no local. “Um projeto semelhante foi inclusive proposto há alguns anos, mas nunca saiu do papel. É mais caro, mas seria a melhor opção”, lembra Novaes.
Outra solução, essa bem mais simples, seria a retirada da parada de ônibus em frente ao Hospital. “Não vai resolver a fila de carros que se forma direta, mas certamente vai ajudar. É só tirar essa parada e colocar ela um pouco antes, para que o ônibus possa entrar a esquerda sem parar a outra faixa”, concluiu Pedro.
Irregularidade
Para fugir da quilométrica fila de veículos, muitos condutores têm utilizado a faixa da direita, dedicada aos motoristas que se dirigem com destino à Barbalha. Para inibir tais infrações, agentes do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) de Juazeiro do Norte realizam a fiscalização no entorno da rotatória.                   (Blog Diário Cariri do Diário do Nordeste)                 Cariri

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.