Header Ads

Média de três novos casos de pacientes com o vírus HIV é registrada a cada semana em Juazeiro do Norte

Está sendo registrada uma média de três diagnósticos
de novos casos por semana em
Juazeiro. FOTO: Serena Morais
O Dia Mundial da Luta Contra a AIDS transcorre nesta quinta-feira, 1º de dezembro, e o Centro de Infectologia da Secretaria de Saúde de Juazeiro do Norte fará um evento a partir das 8 horas na Praça da Prefeitura. Segundo o Coordenador do Programa DST/AIDS no município, Ronildo Oliveira, haverá testes rápidos de HIV, distribuição de preservativos, adesivagem, entrega de material educativo e orientações. É mais uma etapa na programação da Semana de Luta Contra a AIDS que vem sendo desenvolvida.
Segundo ele, está sendo registrada uma média de três diagnósticos de novos casos por semana em Juazeiro e existem muitos portadores do vírus HIV que não sabem. Esta semana já foram vários eventos como uma solenidade na Câmara Municipal durante a qual foram entregues placas homenageando os médicos infectologistas Maurício Pereira e Ângela Gimbo – que foi representada pelo seu colega Pablo Pita – e mais Vilma dos Santos, representando os pacientes soropositivos.
Já no Restaurante Popular foi desenvolvida a campanha “Fique Sabendo” com distribuição de preservativos e testes rápidos de HIV, a fim de detectar se a pessoa tem ou não o vírus da AIDS. De acordo com Ronildo, quando positivo o portador é encaminhado ao serviço de referência recomendando o imediato início do tratamento. Nesta quarta-feira, dia 30, houve o Fórum "AIDS o que ainda nos tira o sono" reunindo profissionais de saúde e convidados para debater o tema.
A programação se estenderá durante a semana inteira e, segundo observou o coordenador, os cuidados devem ser permanentes e não apenas durante as campanhas de combate ao HIV. "AIDS não escolhe. Todos somos vulneráveis a essa doença silenciosa que ainda mata 12 mil pessoas por ano no Brasil", advertiu Ronildo acrescentando que, em todo o país, já são 827 mil pessoas vivendo com o vírus HIV, enquanto uma estimativa aponta que 112 mil não sabem que estão infectados.                 (Assessoria de Comunicação)           Cariri

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.