Header Ads

Campanha pede doação de sangue para bebê prematuro no Cariri

Juazeiro do Norte. A família da pequena Laura, um bebê prematuro nascido no final de novembro do ano passado, em Barbalha, lançou nas redes sociais uma campanha com pedido de doações de sangue em nome da criança. A mãe, Cícera Paloma, teve dificuldade istmo cervical, quando o colo do útero não tem força e estrutura o suficiente para segurar o peso da gestação, aos cinco meses de gestação.
Segundo o pai, Caio Luan, a esposa fez uma “cerclagem complicada que, graças a Deus e ao médico deu certo. Isso fez com que Paloma conseguisse segurar nossa pequena na barriguinha por mais 24 dias”, relata. Ainda conforme os pais, Laura que esta internada na Unidade de Tratamento Intenso (UTI) neonatal do Hospital São Vicente, em Barbalha, não consegue produzir hemoglobina por si só, assim, precisa de transfusão para recuperar as taxas normais.
As doações podem ser feitas tanto no Hemonúcleo de Juazeiro do Norte, quanto no Hemocentro no Crato. Como a criança ainda não foi registrada em cartório, o registro está em RN de Cicera Paloma de Oliveira.
O tipo sanguíneo de Laura é o A+, porém, o pai ressalta que o doador não precisa necessariamente ser compatível ao tipo sanguíneo de Laura. “Estendemos nosso pedido para os outros bebês da neonatal do Hospital São Vicente, pois lá tem muitos bebês prematuros, que como nossa Laura, não conseguem produzir hemoglobina”, finaliza.
Para mais informações, entrar em contato com a família através do (88) 9. 9774.0509
Doador
Para doar os candidatos não podem estar em jejum, devem ter feito um repouso de no mínimo seis horas na noite anterior, não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas antes da doação e evitar fumar duas horas antes e depois da doação.
Também devem evitar a ingestão de alimentos gordurosos antes da doação, apresentar documento com foto, emitido por órgão oficial e válido em todo o território nacional. O doador deve ter entre 16 e 69 anos de idade e menores de 18 anos deverão estar acompanhados pelo responsável legal e os maiores de 60 anos não poderão realizar a primeira doação. É preciso pesar mais de 50 quilos.
(Blog Diário Cariri)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.