Header Ads

DIA DO ADULTO: A vida de adulto antes do tempo

Luana Mayara trabalha desde os 16 anos para ajudar
nas despesas de casa. FOTO: Rodrigo Carvalho
A fase adulta é o período da vida que se tem mais responsabilidade. Pagar contas, ter uma profissão, ser fonte de renda de uma família e ser responsável por outras pessoas são alguns dos deveres e funções de um adulto. Na maioria das vezes, esse processo de transição para a fase adulta ocorre de maneira gradual, mas há casos que não. O POVO Online entrevistou pessoas que se tornaram “gente grande” antes do tempo. Confira!

A jornalista Luana Mayara trabalha desde cedo para ajudar nas despesas de casa. Aos 16 anos, conseguiu um emprego em uma loja de departamento. Em entrevista ao O POVO Online, ela conta que cerca de 70% de seu salário era destinado para pagar algumas contas, que a renda de seus pais não conseguiam arcar.

“Eu tava no segundo ano do Ensino Médio. Estudava em uma escola pública e aí surgiu uma oportunidade de capacitação para adolescente, para ser inserida no mercado de trabalho. Eu fiz e comecei a trabalhar a partir daí”, relata Luana. É claro que essa nova responsabilidade exigiu da jovem uma nova postura. Luana teve que aprender a aproveitar mais o seu tempo. Saber conciliar os estudos e o trabalho. Exigência comum de pessoas acima dos 20 anos. “No começo, eu tive que pegar o ritmo para me adaptar por conta da nova realidade”, conta.

Apesar de ter recebido uma responsabilidade cedo, Luana enxerga essa experiência como algo positivo para a sua vida. Trabalhar aos 16 anos deu a oportunidade de dar mais valor ao dinheiro e saber como gastá-lo. “Quando você está pagando, tem mais maturidade nos seus gastos. Se preocupa mais. Gastar o dinheiro com o seu salário é diferente em comparação ao dinheiro dos seus pais”, explica. 

Pais na adolescência
O casal Juliana Queiroz e Zé Lucas receberam uma responsabilidade ainda maior. Ao invés de ajudar nas despesas da família, eles tiveram que ser a renda principal de uma família, pois estavam esperando um bebê. Bianca Queiroz, 2, estava a caminho e os dois precisavam se preparar para essa nova etapa. 

Em entrevista ao O POVO Online, eles contam que a princípio não foi fácil. A responsabilidade bateu na porta antes mesmo deles estarem preparados. “O processo de amadurecimento foi brusco e não tivemos tempo nem de pensar. A gente teve que abraçar porque era a nossa filha”, disse Juliana. A estudante de direito, maquiadora e mãe da pequena Bianca estava no terceiro ano do Ensino Médio quando descobriu a gravidez. Momento delicado, pois é nesse período que se costuma decidir qual profissão irá seguir.
“Quando a gente está na escola, tem a pretensão de estudar e depois trabalhar. No meu caso, eu fiquei grávida. Foi uma mudança radical”, disse. O empresário e marido de Juliana também sentiu a mesma pressão. ”A notícia veio quando eu tinha 19 anos. No auge da minha juventude. Fiquei surpreso, mas hoje estamos felizes”, ressalta. 


Com a nova família, viajar e ir para festa, atividades comuns da idade, ficaram em segundo plano. Hoje, a prioridade é cuidar da filha e atender às suas necessidades. “Levá-la ao médico, se preocupar com a hora de dormir, o que vai comer, as despesas da casa, educá-la.” detalha Zé Lucas sobre suas responsabilidades e prioridades. Apesar de ter sido pai tão jovem, o empresário acredita que foi algo importante para a sua vida. Atualmente, tanto ele quanto Juliana desfrutam de uma maturidade adquirida em decorrência desse processo.                         
(O Povo)                             Brasil

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.