Header Ads

Estado estima reduzir gasto com energia em até 35%

Placas solares ou aerogeradores serão os equipamentos
instalados nos prédios e entidades administradas
pelo governo do Ceará, uma vez que o Fiee visa
estimular a geração distribuída de energia
renovável. FOTO: Diário do Nordeste
Lei sancionada pelo governador Camilo Santana na tarde dessa sexta-feira (13), que cria o Fundo de Incentivo à Eficiência Energética e Geração Distribuída (Fiee), possibilita a implementação de ações com foco na eficiência energética e até a geração da própria energia - através de fontes renováveis - em prédios do Estado, o que deve proporcionar uma economia entre 15% e 35% nas contas de energia do governo.

A estimativa é da Secretaria da Infraestrutura (Seinfra). O atual titular da Pasta, André Facó, observa ainda que a variação deve-se à diferença do equipamento utilizado em cada projeto, pois "placas solares vão dar resultados diferentes de pequenos aerogeradores". Com a ajuda da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), o governo estadual desenvolveu o projeto que deve ser implementado a partir de agora, modernizando as instalações elétricas de órgãos e entidades da administração pública ou desenvolvendo projetos de geração.

Exemplo

"O Estado tem diversidade muito grande. Então, deve decidir pelo conselho criado o que será priorizado. Escolas? Hospitais? Interior?", aponta o assessor de Energia da Federação das Indústrias, Jurandir Picanço, que participou da elaboração do projeto. Para o especialista, "a eficiência energética é uma providência que todo consumidor deve adotar e o consumidor sendo o governo é um belo exemplo".

Inicialmente, o governador autorizou a abertura de crédito adicional especial na importância de R$ 10 milhões para destinar ao Fiee. "Estamos criando uma esperança na economia. Essa questão da energia renovável tem sido um esforço para que o Ceará retome em médio a curto prazo a condição de vanguarda, que sempre foi característica nessa área. Esse fundo tem um aspecto concreto para por em prática esse objetivo", afirmou Camilo Santana, em nota, antes de ir em missão comercial ao exterior. A viagem começa dia 14 e vai até 17 de janeiro e o governador vai visitar Golfo Pérsico, Irã, Dubai e China.

Térmicas do Pecém

Processado pelas empresas EDP e Eneva após vencer por duas vezes as empresas em processos na Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o governo do Estado do Ceará informou que foi notificado pela Justiça do processo movido. Em questão está a taxa extra pelo consumo excessivo de água pelas térmicas instaladas no Pecém e de propriedade das duas companhias. As empresas questionam a taxa e reclamam do valor pago na conta.

Em nota enviada à reportagem, a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) informou que "foi notificada da ação apenas nesta sexta-feira(13) e tem 10 dias úteis para se pronunciar". No entanto, mesmo que a Cogerh se manifeste antes, o processo não deve ser analisado, pois o Tribunal de Justiça do Ceará segue em recesso até o próximo dia 20 de janeiro.                               (Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.