Header Ads

Tendência é de redução de chuva nos próximos dias no Ceará

A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou, entre as 7h de quarta-feira e as 7h de quinta-feira, chuva em 47 municípios cearenses. As precipitações concentraram-se na região Norte do Estado, na faixa litorânea. A maior chuva foi registrada em Jijoca de Jericoacoara (75mm), seguida de Paraipaba (49.2mm) e Cruz (41mm).

Segundo a Funceme, as precipitações devem diminuir nos próximos dois dias. "A previsão é de chuvas isoladas com ocorrência no litoral e na Serra da Ibiapaba", disse o meteorologista David Ferran. A Zona de Convergência Intertropical, principal sistema causador de precipitações no Estado, afastou-se e houve também um distanciamento do sistema de baixa pressão Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN).

Para a próxima semana, as chuvas deverão voltar, pois haverá a passagem de um sistema amplo de oscilação global, denominado Madden Julian, que dá voltas à Terra em intervalos de 30, 60 dias, vindo do Oceano Índico. "Poderá favorecer a atuação tanto do Vórtice Ciclônico, quanto da Zona de Convergência Intertropical", disse Ferran.

No próximo dia 18, a Funceme deverá anunciar o primeiro prognóstico para a quadra chuvosa de 2017 (fevereiro a maio). As condições das últimas semanas permanecem e, infelizmente, o quadro não é favorável. O sistema La Niña, esfriamento da temperatura superficial das águas do Oceano Pacífico Equatorial, que poderia favorecer chuvas no sertão cearense, está perdendo forças.

Já o Oceano Atlântico Equatorial permanece com temperaturas neutras entre o Norte e o Sul. O melhor seria o aquecimento das águas superficiais ao Sul do Equador. Segundo o meteorologista da Funceme Raul Fritz, há uma tendência de igualdade entre fatores positivos e negativos para a ocorrência de chuva. (H.B.)                (Diário do Nordeste)                               Ceará

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.