Header Ads

Câmara do Crato aprova nova estrutura administrativa para o município

Política. A Câmara Municipal do Crato aprovou, na sessão desta terça-feira (21), por unanimidade de votos, a nova estrutura administrativa para o município cratense. A matéria segue para a sanção do prefeito Zé Aílton Brasil.
Dentre as mudanças da nova estrutura administrativa municipal, destacam-se a redução do número de secretarias de 20 para 14; de cargos comissionados que passam de 717 para 505, o que compreende redução de 30%; e diminuição no valor gastos com estes cargos.

A Prefeitura do Crato estima economizar R$ 3,5 milhões por ano através deste novo formato organizacional-administrativo. “Acredito que a Prefeitura deu um grande passo em relação à aprovação dessa nova estrutura”, avalia o presidente da Câmara, Florisval Coriolano (PRTB).

O projeto de Reforma Administrativa deu entrada na Câmara Municipal do Crato em 13 de fevereiro. Dias antes, havia sido apresentado aos vereadores pelo secretário de Finanças, Carlos Eduardo Marino, que esclareceu dúvidas e recebeu sugestões dos parlamentares.

Desde então uma cópia do documento foi distribuída pela Mesa Diretora para que cada vereador pudesse analisa-lo. Desta apreciação surgiram quatro emendas modificativas e uma aditiva na busca, pelos parlamentares, de aperfeiçoar determinados aspectos.

Na segunda-feira ocorreu a primeira discussão e aprovação, também por unanimidade e, nesta terça-feira, 21, a confirmação de que a Câmara Municipal aprova a nova estrutura que segue para sanção do prefeito.


Câmara do Crato promoverá audiência pública sobre Reforma da Previdência


A Câmara Municipal do Crato promoverá audiência na próxima quinta-feira, 23, para discutir junto à Sindicatos e população cratense, detalhes da proposta de Reforma da Previdência, pretendida pelo Governo Federal. A audiência será realizada a partir das 9 horas no auditória da Escola Profissionalizante Violeta Arraes.

O encontro foi proposto pelos vereadores Amadeu de Freitas e Pedro Lobo, ambos do PT. De acordo com Amadeu, as propostas da reforma de elevar a idade mínima e o tempo de contribuição para que o brasileiro se aposente, praticamente inviabilizam a aposentadoria para boa parte dos trabalhadores.
De acordo com Pedro Lobo, a sociedade cratense é convidada a participar da audiência. Representantes de sindicados de trabalhadores, da cidade e do campo, bem como deputados estaduais e federais foram convidados pelos dois parlamentares a participar da audiência.

“É um importante debate para que a população possa ficar cada vez mais esclarecida dos malefícios que essa reforma da Previdência traz para os trabalhadores e trabalhadores do nosso país”, conclui Pedro Lobo.


Câmara Municipal do Crato
Audiência Pública sobre a Reforma da Previdência
Data: Quinta-feira, 23 de fevereiro, às 9h
Local: EEEP Maria Violeta Arraes Gervaiseau                                     (Assessoria de Comunicação)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.