Header Ads

Ceará já registra mais de 14.400 casos de diarreia aguda em 2017

O número de cearenses atingidos por diferentes graus da Doença Diarreica Aguda (DDA) cresce a cada semana. Em 2017, já foram contabilizados 14.420 casos em todo o Estado, sendo 1.013 apenas em Fortaleza e na Região Metropolitana. Os dados são da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), notificados até a quarta semana epidemiológica.
O maiores números de infectados até a última atualização foram registrados em Caucaia (767), Sobral (761), São Gonçalo do Amarante (528), Ocara (494) e Crateús (369). O total de mais de 14 mil atingidos chama atenção por ter quase dobrado, já que na terceira semana monitorada pela Sesa, 7.864 cearenses haviam sido infectados com diarreia aguda. 

A DDA é caracterizada pelo amolecimento das fezes, que se tornam aquosas, e aumento do número de evacuações, quadro que pode durar até 14 dias, segundo o Ministério da Saúde. Em algumas ocorrências, como alerta a Sesa, há presença de muco e sangue, evoluindo para desinteria. A doença pode ser causada por vírus, bactérias ou parasitas contraídos por meio de água ou alimentos contaminados.

Prevenção
Para evitar a doença, é preciso estar atento à qualidade da água e dos alimentos ingeridos e dar destino adequado a lixo e dejetos. Além disso, o Ministério da Saúde recomenda a constante higienização das mãos e de objetos levados à boca. No Ceará, a Sesa monitora os casos de DDA para controlar as causas e intensificar ações de prevenção da doença.

O tratamento da diarreia aguda consiste no combate à desidratação e desnutrição, além do uso adequado de medicamentos.                  (Diário do Nordeste)                       Principal

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.