Header Ads

Chuva é registrada em 126 municípios; Ceará tem maior chuva do ano

Município de Sobral
O Ceará amanheceu sob chuva intensa na manhã deste sábado (11). Segundo dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), esta é a maior precipitação do ano. Caucaia registrou o maior volume  2017, com 168mmTauá segue em segundo no ranking das 10 maiores chuvas do dia, com 152mm. Itaitinga, com 122mm, Amontada e Aracoiaba registraram 116mm.
A Funceme afirma que, até às 11h10, 126 dos 184 municípios cearenses estavam com chuvas. O órgão explica que as precipitações intensas estão sendo registradas em todas as regiões do Estado e que a previsão é de que o cenário permanceça assim até segunda-feira (13).
Na Região Metropolitana de Fortaleza, além de Caucaia, Itaitinga e Aquiraz, a Capital também está entre as cidades com maior volume de água, com 107.8mm.  Horizonte também se destaca, com 108mm.
Previsão
Neste fim de semana, a previsão da Funceme aponta a atuação direta da Zona de Convergência InterTropical (ZCIT), trazendo precipitações para todas as regiões do Ceará. Para este sábado (11), o órgão aponta que as chuvas mais intensas devem acontecer no Centro Sul do Estado. No domingo (12), o Centro Norte deve ser mais favorecido. 
Segundo o Calendário das Chuvas da Funceme, na sexta-feira (10) choveu em 68 municípios cearenses, tendo sido registrado até então o maior índice de precipitação de 2017: 128mm contabilizados em Porteiras, na Região do Cariri.
10 maiores volumes:

Açudes
Com as recentes chuvas, o aporte nos reservatórios registrado na sexta-feira (10) foi de 0,8 milhões de m³, com destaque para os açudes Martinópole, Itaúna, Cachoeira, Gameleira e Diamante. Nos últimos sete dias, no entanto, Castanhão, Itaúna, Gameleira, Gangorra e Martinópole foram os açudes com a maior carga d'água recebida.
O aporte total registrado em 2017 no Estado foi de 24,40 milhões m³ até o momento, mas, com a mudança pouco significativa no cenário crítico em que a maioria dos reservatórios se encontra. De acordo com a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), o atual volume médio dos 153 açudes monitorados diariamente chega a apenas 6,1%.
Destes, 49 estão em volume morto e 38 completamente secos. O volume de água das bacias, de acordo com a Companhia, está distribuído: Litoral (24,79%), Alto Jaguaribe (11,26%), Coreaú (25,36%), Metropolitanas (9,11%), Serra da Ibiapaba (12,78%), Médio Jaguaribe (4,52%), Salgado (9,55%), Acaraú (6,66%), Banabuiú (1,60%), Sertões de Crateús (1,16%), Curu (1,32%) e Baixo Jaguaribe (0,00%).                     (Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.