Header Ads

Distúrbios na tireoide podem causar graves complicações à saúde

Mesmo com a possibilidade de serem confundidos com sintomas de outras doenças, os distúrbios da tireoide, podem causar problemas severos se não forem tratados no prazo e da maneira correta. De acordo com uma pesquisa realizada pela Federação Internacional da Tireoide, as alterações na glândula são mais frequentes principalmente no sexo feminino.
Dra. Tânia Falcão, endocrinologista do Hospital Santa Luzia, acrescenta mais informações sobre o estudo. “As doenças tireoidianas são sete vezes mais frequentes em mulheres que em homens. Acredita-se que as alterações provocadas pela menopausa e também nas gestações possam interferir, pois muitas vezes trata-se de doenças autoimunes”, comenta.
A tireoide é uma glândula localizada na frente do pescoço capaz de assumir um papel muito importante no organismo do ser humano. Sua função é produzir e armazenar hormônios tireoidianos, como a triiodotironina (T3) e tiroxina (T4), em grande quantidade. Diante disso, a especialista elenca algumas observações importantes sobre os problemas que afetam o órgão. “Esses hormônios participam da regulação do metabolismo de todas as células do nosso organismo. Disfunções tireoidianas, portanto, irão interferir no metabolismo de diversos sistemas do nosso corpo”, esclarece a especialista.
Essa interferência no metabolismo, citado pela médica, resulta em problemas comuns como o hipotireoidismo e o hipertireoidismo. “No hipotireoidismo, ocorre diminuição na produção de hormônios, o que pode ocasionar o ganho de peso – um de seus principais sintomas. No hipertireoidismo ocorre o inverso: o organismo produz hormônios demais. Os principais sintomas são cansaço, indisposição, sono excessivo, frio, queda de cabelo, unhas fracas, diminuição na libido, edema e o humor deprimido”, explica a especialista.
Dra. Tânia ainda alerta que é sempre bom buscar auxílio médico, pois outros problemas na tireoide podem não causar sintomas, tais como tireoidites, bócios nodulares e o próprio câncer.
Tratamento
De acordo com a médica, cada distúrbio tem um tratamento adequado. “No hipotireoidismo é feita a reposição hormonal e o tratamento costuma durar a vida toda do paciente. No hipertireoidismo as medicações atuam diminuindo os níveis de hormônios. Nas tireoidites às vezes e necessário o uso de anti-inflamatórios ou corticoides. Nos nódulos, dependendo do caso, é necessário fazer um punção – método que permite a retirada de uma amostra das células do nódulo para a realização de exames. E na suspeita de câncer, o paciente deve realizar a cirurgia.”, exemplifica Dra. Tânia.
A especialista ainda explica que se não forem tratados, os distúrbios podem provocar doenças ainda mais severas. “As doenças tireoidianas, especialmente as disfunções hormonais, podem causar avançados distúrbios graves, principalmente cardiovasculares”, alerta.
Recomendações
De acordo com a médica é preciso ficar atento aos sintomas e principalmente nas alterações referente ao peso e ao humor. Além disso, é sempre aconselhável procurar um especialista para a prescrição de medicamentos e exames corretos.              (Notícias ao Minuto)                   Brasil

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.