Header Ads

Acompanhe o resumo da sessão desta terça-feira da Câmara Municipal do Crato

Política. A Câmara de Vereadores do Crato voltou a se reunir nesta terça-feira. Aprovou requerimentos, que são solicitações dos parlamentares que visam atender aos anseios da população cratenses e novamente abriu espaço para a participação popular.

Confira resumo das atividades em Plenário desta terça-feira:

Pequeno Expediente:
Roberto Anastácio (Bebeto, PTN) comentou a possibilidade de a escola estadual Presidente Vargas fechar. Ela é localizada no bairro Mirandão e, segundo a Crede 18, encerrou o ano letivo passado com apenas 31 alunos nos três anos do ensino médio.

“Sabemos que a educação é o caminho para a aquisição de conhecimento. Peço que isso não venha a acontecer. Acho um crime fechar uma escola nos tempos de hoje”. O parlamentar também discursou sobre possível fechamento de creche na Vila Lobo.

Pedro Alagoano (PSD) citou a importância da Vila da Música, inaugurada pelo Governo do Ceará no sábado (11), no Belmonte, e pediu que os vereadores acompanhassem os trabalhos da Vila da Música para que as atividades desenvolvidas por ela permaneçam.

Ainda requereu recuperação de estrada na Vila Guilherme, especialmente para permitir a condução de estudantes pelo transporte escolar. Igualmente, revelou ter recebido denúncias de que pessoas têm abandonado animais na porta do Centro de Zoonoses e pediu providências quanto a isto.

Amadeu de Freitas (PT) homenageou o repórter João Vieira, da Rádio Princesa que após três anos cobrindo jornalisticamente a Câmara Municipal do Crato, desempenhará suas atividades profissionais noutra cidade. "É um jovem talentoso, um radialista discreto, cujo trabalho é pautado pela ética”, comentou Amadeu.

O vereador abordou a situação de estudantes do bairro Grangeiro e do Lameiro que não poderão estudar a noite no Colégio Estadual, cujo Ensino Médio funcionará em tempo integral nos períodos manhã e tarde. Também pediu cautela quanto ao fechamento da escola Presidente Vargas, sugerindo que os vereadores mantenham contato e busquem informações sobre o assunto junto à Crede 18, que coordena as escolas municipais.

Adil (PSC) referiu-se ao requerimento que fez para que a Prefeitura do Crato reveja o nível de calçadas da Ladeira na Rua Coronel Luiz Teixeira. Segundo o vereador, os pedestres disputam a via com os veículos por não poderem caminhar sobre as calçadas irregulares e disse já ter presenciado acidentes causados pelo desnível.

Fernando Brasil (PP) discorreu sobre o transporte escolar ao afirmar não entender recomendações de que estudantes não possam ser conduzidos em veículos tipo “D-20”. Segundo o parlamentar, existem localidades, especialmente na Zona Rural, que os veículos recomendados não conseguem ter acesso. Do mesmo modo, evidenciou o aumento no preço do litro de gasolina.

Jales Velloso (PSD) reforçou a informação de Fernando Brasil de que em determinadas localidades do Crato somente veículos como a “D-20” podem ter acesso e pediu a fiscalização no trânsito seja intensificada.

Renan Almeida (PEN) afirmou que a Prefeitura divulgará um calendário para a coleta de lixo em Crato e pediu que os moradores somente coloquem os resíduos nas calçadas nos dias e horários especificados para suas ruas com base no calendário.

Líder do prefeito Zé Ailton Brasil na Câmara, Renan Almeida comentou as demandas apresentadas durante a sessão relacionadas à escola José do Vale. Segundo a vereadora Vicência (PMN), a escola não tem espaço para os mais de mil alunos que nela são matriculados.

Segundo Renan, uma ampliação da escola demandaria tempo, enquanto o início do ano letivo está programado para 27 de março.  Desta forma, os estudantes serão encaminhados para o Colégio Municipal.

Sobre o Centro de Zoonoses o parlamentar enfatizou duas visitas feitas àquele equipamento pelo secretário de Saúde, André Barreto. Um Projeto de Lei dará entrada, segundo informa o líder do prefeito, para tratar o controle de natalidade dos animais em Crato.

Florisval Coriolano (PRTB): O presidente da Câmara afirmou entender que a escola Presidente Vargas não será transferida, mas fechada.

Grande Expediente: 
Pedro Lobo (PT) reforçou ser desejo do Governo do Ceará manter as escolas e não fechá-las e apresentou informes sobre as manifestações que serão realizadas em todo o país nesta quarta-feira (15). “Precisamos mobilizar o povo para ir às ruas”, disse.

O Governo Federal também ganhou destaque por meio de críticas do vereador ao que chamou de retirada de direitos dos trabalhadores através das reformas da previdência e trabalhista, assim como das propostas de terceirizações.

Roberto Anastácio (Bebeto, PTN) novamente discorreu sobre o fechamento da escola estadual Presidente Vargas e deu ênfase às duas propostas feitas por ele de que o prédio do Sesi se transforme em escola modelo em tempo integral para o município e o colégio Presidente Vargas passe a ser a terceira escola de ensino profissionalizante em Crato.                      (Assessoria de Comunicação)           Principal

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.