Header Ads

Filósofo Leonardo Boff retorna ao Cariri para participar de simpósio do Padre Cícero

De 20 a 24 de mar- ço, a Universidade Regional do Cariri (Urca) promove a V edição do Simpósio Padre Cícero que, este ano, tem como tema “Reconciliação...e agora?”. São esperadas mais de 600 pessoas. Dessas, cerca de 150 são pesquisadoras com trabalhos inscritos no evento. O simpósio contará, ainda, com a presença de conferencistas nacionais e internacionais, como o filósofo e teólogo Leonardo Boff, o doutor John Eade e a doutora Candice Slater. 

De acordo com a professora Fátima Pinho, o tema do evento, que é algo bem atual, fundamentará vá- rios desdobramentos. “Em 2015, a reconciliação da Igreja Católica com o Padre Cícero marcou profundamente a nação romeira e achamos oportuno discutir este assunto na academia. O tema nos dará subsídio para falar sobre gênero, política e as apropriações do Padre Cícero e da Romaria. Além de pesquisadores, convidamos alguns religiosos para debater sobre as questões apresentadas. Tenho certeza que será um simpósio muito produtivo”, explica uma das organizadoras do evento. 

Estão previstas palestras, mesas redondas, rodas de conversa, grupos de trabalho, lançamentos de livros e programação cultural. “Estamos com uma programação bem diversificada e com um conferencista de destaque que é o Leonardo Boff. Ele já esteve outras duas vezes em Juazeiro do Norte. Em 2001, visitou a cidade no anonimato para conhecer de perto a espiritualidade dos romeiros e, em 2011, foi convidado por uma faculdade para palestrar sobre ética, educação e inclusão. Agora, volta para debater a reconciliação do Padre Cí- cero”, afirma Fátima Pinho. 

Também participam do simpósio a professora Luitgarde Cavalcanti Barros, Renato Casimiro, Rosemberg Cariri, Maria do Carmo Pagan Forti, Adriana Simião da Silva, Ercila Braga de Olinda, Domingos Sávio Cordeiro, Edin Abumanssur, Carlos Tolovi, Maria Lúcia Alves, Rubens Costa, Fanka Santos, a fotógrafa Nívia Uchôa e alguns religiosos como a irmã Annette Dumoulin e Geraldo Luiz Borges Hackmann, da arquidiocese de Porto Alegre.                 (Jornal do Cariri)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.