Header Ads

Saúde do Crato participa de ação social em comemoração ao Dia internacional da Mulher.

A secretaria de saúde do Crato participou na manhã desta segunda-feira (07) de ação social promovida pela Defensoria Pública do Estado. O momento aconteceu na Praça Siqueira Campos e contou com parceiros como Sesc, Conselho Municipal de Defesa das Mulheres e Secretaria de Cultura do Crato.
Na ocasião foram disponibilizados serviços de atendimento em saúde como aferição de pressão arterial, testes de glicemia e distribuição de preservativos.
A ação foi idealizada em comemoração ao Dia internacional da Mulher, comemorado no próximo dia 8 de março.

Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social do Crato promove ações de comunicação na Semana da Mulher
Na semana de comemorações alusivas ao Dia Internacional da Mulher a Secretária de Trabalho e Desenvolvimento Social, Águeda Duarte, juntamente com os coordenadores da pasta estarão disseminando informações em veículos de comunicação da região acerca dos direitos das mulheres, bem como os serviços disponibilizados pela assistência social no município do Crato como executar ações voltadas para o bem-estar social, através de medidas que objetivam o amparo e a proteção de pessoas e/ou grupos com a finalidade de reduzir ou evitar desequilíbrios sociais;

Segundo a Secretária Águeda Duarte é muito importante reafirmar a luta das mulheres, ao longo da história, em suas diversificadas trajetórias de resistências e lutas. “É preciso enaltecer a necessidade da constante organização das mulheres para o enfrentamento das desigualdades sociais e das relações de dominação de gênero através da violência, que prevalecem em nossa sociedade, nós que compomos a Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social do Crato buscaremos o estudo de políticas públicas que fortaleçam a criação de projetos que possam auxiliar a mulher cratense na melhoria da qualidade de vida em diversos aspectos” afirma.

Sobre o Dia da Mulher
As comemorações do dia 8 de março estão mundialmente relacionadas às reivindicações femininas por melhores condições de trabalho, uma vida mais digna e sociedades mais justas e igualitárias. No dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, localizada em Nova Iorque, fizeram uma grande greve, pedindo melhores condições de trabalho, como redução na carga de trabalho, equiparação de salários com os homens e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho. A manifestação foi reprimida com violência. Elas foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Cerca de 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano.

Anos mais tarde, em 1910, durante uma conferência na Dinamarca, foi definido que o 8 de março passaria a ser o "Dia Internacional da Mulher", em referência às mulheres que morreram nessa fábrica. Porém, apenas em 1975, por meio de um decreto, a data foi oficializada pela Organização das Nações Unidas (ONU). Essa data tem como objetivo tentar diminuir o preconceito e a desvalorização da mulher.                        Cariri

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.