Header Ads

Volume da última chuva em Juazeiro do Norte equivale a 90% do somado em março

A chuva em Juazeiro começou forte no início da noite
de ontem e se estendeu pela madrugada.
FOTO: André Costa
Juazeiro do Norte. A forte chuva que começou no início da noite de ontem, dia 08, e se estendeu por parte da madrugada desta sexta-feira foi a maior deste mês, no município. O volume de 50 milímetros registrado pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) nas últimas 24 horas equivale a mais de 90% do somado nos primeiros dias de março, quando o órgão observou 60 mm, totalizando 110 mm até hoje (09). A média história para março, em Juazeiro do Norte, é de 237.5 mm.
Além da Terra do Padre Cícero, as chuvas banharam outras 22 cidades da região caririense. O maior volume foi registrado em Milagres (63 mm), seguido por Brejo Santo (50.2 mm), Juazeiro (50 mm), Barro (44 mm), Umari (32 mm), Mauriti (31 mm), Barbalha (27.5 mm), Missão Velha (27 mm), Caririaçu (25 mm) e Crato, com 25 milímetros. Em todo o Estado, a Funceme já verificou chuva em mais de 100 municípios, com destaque para Fortaleza (110 mm) e Caucaia (102.4 mm).
A previsão para o restante da sexta-feira é de céu entre nublado e parcialmente nublado com chuvas em todas as regiões cearenses. Amanhã, o fim de semana deve começar com chuvas em todo o estado do Ceará.
Situação de emergência
Em virtude das chuvas que atingiram a cidade nas últimas semanas, a Prefeitura  declarou no início desta semana situação de emergência. Com os volumes pluviométricos, diversas áreas de Juazeiro foram afetadas, como por exemplo, o Teatro Marquise Branca que teve parte de suas cadeiras destruídas após o local ser inundado.
Os locais mais atingidos, conforme levantamento técnico, foram os bairros São José, Novo Juazeiro, Pio XII, Aeroporto, Timbaúbas, Betolândia, Frei Damião, Antônio Vieira, João Cabral, São Miguel, Tiradentes, Lagoa Seca, Jardim Gonzaga, Vila Nova, São Francisco, Pedrinhas, Carité, Horto e Limoeiro; e os sítios Popó, Leite e Taquari. “Nas localidades apontadas, se torna urgente à realização de obras, recuperação de vias públicas, implementação de ações assistenciais e de socorro para minimizar os impactos sentidos pela população”, destacou a prefeitura em nota.
O decreto será por um prazo de 90 dias, podendo ser prorrogado por igual período. O gestor municipal, Arnon Bezerra, explicou que “as intensas chuvas ocorridas entre os dias 23 do mês de fevereiro e 1º de março, com uma média de precipitação de 150 mm, causaram danos econômicos e sociais, afetando diretamente moradores, e ainda perdas ao patrimônio e ao serviço público”.                        (Blog Diário Cariri)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.