Header Ads

Após desaprovação de projeto que gratifica servidores públicos, prefeito de Barbalha diz que chamará população às ruas

Prefeito de Barbalha, Argemiro Sampaio
O prefeito de Barbalha, Argemiro Sampaio (PSDB) pediu atenção ao povo barbalhense para os projetos que tramitam na Câmara de Vereadores e declarou que, se for preciso, chamará o povo para protestar. "Vereador às vezes só olha pro eleitor quando ele vai às ruas", disse.

A declaração do prefeito nesta terça-feira (16), veio após o veto do projeto que prevê gratificação aos Funcionários Públicos Municipais Efetivos. A tramitação barrada na Casa Legislativa seria "apenas para regulamentar, e dar norteamento a um poder discricionário do Executivo garantido na Constituição, o de gratificar o funcionário  que exerça cargo relevante", disse Argemiro.

O gestor indicou que está havendo na Câmara um comportamento de oposição baseado no "quanto pior, melhor", onde os vereadores vetam projetos pelo fato único de serem oposicionistas, sem considerar as melhorias e avanços do município.

Ainda segundo Argemiro, fontes de dentro da Câmara relataram que o vereador Daniel de Sá Barreto (PT), teria declarado: "eu irei votar contra por causa da pressão que recebo, mas eu concordo com o projeto".

A avaliação do gestor barbalhense é de que a desaprovação  dá início ao que deverá ser um problema para o povo da cidade, onde os parlamentares poderão ir contra medidas do Executivo por oposição simplesmente.

Sampaio declarou ainda que se for procurado por servidores reivindicando as gratificações, a negação do benefício irá para a conta dos vereadores que se declararam contra a causa. "Ou há união por Barbalha, eu vou chamar o povo pra rua", finalizou o prefeito.               (Site Miséria)                    Política  Principal

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.