Header Ads

Empresa de turismo anuncia voos de balão na Chapada do Araripe

O passeio de balão que sobrevoará a Chapada do Araripe
terá duração média de uma hora. FOTO: Roberto Matos
Imagine contemplar um voo de balão sobre a Chapada do Araripe, ouvindo histórias, mitos e lendas de seus antigos habitantes e de sua formação. O que parece ser um sonho será realidade, pois, a partir do mês de julho, o Cariri recebe suas primeiras atividades do balonismo. O novo serviço tende a aquecer o turismo de aventuras, que já conta com opções como trilhas, rapel, escalada, arvorismo e passeios contemplativos. 

De acordo com Aristóteles Teles, diretor da Iguanna Turismo de Aventura, a chegada do balonismo na região caririense é um marco na história do turismo regional. Para ele, que é guia turístico credenciado no Ministério do Turismo, voar de balão é um sonho antigo que virou realidade. Ele será, a partir da segunda fase dos voos, um dos pilotos de balão que sobrevoarão a Chapada. Em sua primeira etapa, o projeto contará com pilotos vindos de São Paulo. 

Como explicou, foi após pesquisa por cidades que oferecem o serviço e visitas a campo que o ecoprojeto de trazer o balonismo para o Cariri ganhou vida. Agora, ele está nas últimas etapas com parceiros que acompanharão seu desenvolvimento. Desde que informada, através de redes sociais, a disponibilidade dos voos a partir do próximo mês, pessoas da região o Cariri, da capital e de outros estados vêm mostrando interesse. 

Como destacou Aristóteles, o balonismo está agregado à natureza e, por conta disso, prioriza sua valorização. “Temos a primeira Chapada do Brasil instituída por decreto federal, que é a Chapada do Araripe. Vamos tentar fazer com que as pessoas olhem e cuidem mais para que, a partir do conhecimento, tenham mais respeito e deem a devida importância”, explica. “Nós temos a oportunidade de divulgar a Chapada do Araripe para o Brasil e para além dele. É um projeto que vai engajar totalmente a Chapada”, enfatiza o guia, dizendo ser um desejo dos organizadores fazer com que as pessoas conheçam mais sobre o bem natural existente no Cariri e que as autoridades apoiem a causa e reconheçam o voo de balão como fator que aquece a economia local. 

“Trabalhamos com o receptivo de pessoas de melhor idade, com mobilidade reduzida, atendimento presencial em português, inglês, espanhol e Língua Brasileira de Sinais (libras). A gente busca atender todos que querem fazer um turismo de qualidade aqui no Cariri”, completa. A previsão é que, na segunda quinzena de julho, os voos estejam liberados. O trajeto, que ainda não foi divulgado, terá duração de uma hora e incluirá municípios que integram a Chapada. 

Para o futuro, o esperado é que o Cariri receba campeonatos nacionais e, possivelmente, mundiais. “Tudo aquecerá a região e fará com que as pessoas venham para cá. É assim que acontece nas cidades onde o voo de balão é desenvolvido. Queremos fazer com que as coisas aconteçam, que as pessoas venham para o Cariri e tornemos a região mais forte, com o turismo bem difundido. Quem sabe a gente seja, como já estão falando, a Capadócia do Ceará”, finaliza Aristóteles. Mais informações: Iguanna Turismo de Aventura \ Facebook: Iguanna Turismo de Aventura\ Whatsapp: (88) 99271-3603                    (Jornal do Cariri)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.