Header Ads

I Encontro sobre Educação Escolar Quilombola do Cariri cearense será realizado no quilombo de Carcará – Potengi

Com o objetivo de discutir uma educação afrodiferenciada e contextualizada pautada nas Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Quilomobola (CNE, 2012) e que contemple as principais reivindicações no campo educacional das comunidades quilombolas do Cariri cearense será realizado nos dias 01 e 02 de julho de 2017 o I Encontro sobre Educação Escolar Quilombola do Cariri cearense no quilombo de Carcará, em Potengi-CE.

O evento é uma realização do Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira da Universidade Federal do Ceará, do Grupo de Valorização Negra do Cariri – GRUNEC, da Rede de Educação Cidadã – RECID e do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Educação, Gênero e Relações Étnico-Raciais –NEGRER/URCA.  O evento conta ainda com o apoio da Pró-Reitoria de Extensão da URCA, do Núcleo das Africanidades Cearenses da UFC e Secretaria de Educação de Potengi – CE.

Participarão do evento professores das comunidades quilombolas do Cariri cearense, ativistas dos movimentos sociais, estudantes e professores da URCA, estudantes e professores do Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira da UFC. Mapeamento realizado pelo GRUNEC e pela Cáritas Diocesana de Crato em 2011 apontou que o Cariri cearense possui 25 comunidades negras, destas 06 certificadas pela Fundação Cultural Palmares, sendo elas:

- Araripe (com a comunidade quilombola Sítio Arruda);
- Potengi (com Sítio Carcará);
- Porteiras (com Souza);
- Salitre (com Serra dos Chagas, Renascer Lagoa dos Crioulos e Nossa Senhora das Graças do Sítio Arapuca).

O mapeamento entra para a história do Cariri como um marco significativo que visibiliza a população quilombola da região. De acordo com os dados da Fundação Palmares mais de 1.500 comunidades já foram certificadas em todo Brasil. Destas, quarenta e cinco estão no território do Ceará.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.