Header Ads

Procissão com 20 mil católicos marca encerramento da Festa de Santo Antônio

20 mil pessoas participaram da procissão de
encerramento dos festejos de Santo Antônio.
FOTO: André Costa
Barbalha. Milhares de fiéis participaram na tarde desta terça-feira (13) da procissão que marcou o encerramento da Festa de Santo Antônio, padroeiro da cidade. Ao som de cânticos e orações em louvor ao “santo casamenteiro” e, animados pela banda de música da cidade, cerca de 20 mil católicos percorreram diversas ruas, até a chegada à matriz que leva seu nome, no centro de Barbalha. Pela manhã, os fiéis participaram da celebração solene da Missa na Paróquia de Santo Antônio, presidida por dom Gilberto Pastana de Oliveira.
Essa foi a 307ª festa alusiva ao padroeiro e a segunda após ter sido considera Patrimônio Imaterial da Cultura Brasileira, título concedido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Este ano, o festejo teve por tema de reflexão “Santo Antônio, servo fiel da Virgem Maria”.
Para o pároco da paróquia Santo Antônio, padre Cícero Alencar, o momento é importante “para demonstrar, publicamente, a devoção de milhares e milhares de pessoas por Santo Antônio”. O sacerdote ressaltou o grande número de fiéis ano após ano na procissão e lembrou que “são as pessoas, movidas por fé, que tornam a festa bela e emocionante”.
500 mil pessoas
Iniciada no último dia 28 de maio, a festa de Santo Antônio, também conhecida com Festa do Pau da Bandeira, reuniu ao longo dos 15 dias de celebração cerca de meio milhão de pessoas, 200 mil somente no dia do cortejo do pau da bandeira. A programação contou com noitários nas comunidades, missas e, na parte social, os leilões e quermesses, reunindo no entorno da matriz os devotos de Santo Antônio.
Os festejos foram marcados ainda por apresentações de grupos regionais. Estima-se que 50 grupos folclóricos, entre maneiro-pau, incelenças, penitentes, reisados, quadrilhas, bacamarteiros, se apresentem durante o festejo. São cerca de 500 brincantes. Na área de entretenimento, a festa do padroeiro da cidade reuniu mais de 20 bandas, em cinco dias de festa, com destaque para Xandy Aviões, Leo Santana, Jonas Esticado, Toca do Vale, Victor e Léo, Thiaguinho e Pablo.
O grande público ao longo dos 15 dias resultou, inclusive, no aquecimento da economia local. O comércio, de acordo com a Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), apresentou aumento de 3,5% nas vendas. A rede hoteleira também obteve bons índices. A ocupação em hotéis e pousadas da cidade se aproximou dos 90%.
Tradição
Os festejos a Santo Antônio, padroeiro da cidade e conhecido como o santo casamenteiro, tiveram início ainda no século XVIII, antes mesmo do surgimento da cidade. Em 1928 foi oficializado e hoje é considerado uma das festas culturais e religiosas mais importantes do interior nordestino.

A festa envolve todos os segmentos de Barbalha e movimenta, também, cidades vizinhas do Cariri. O momento é celebrado sempre durante 15 dias. A data inicial é o domingo mais próximo de 31 de maio, dia do carregamento e hasteamento do Pau da Bandeira. Os carregadores percorrem cerca de sete quilômetros até a Praça da Matriz de Santo Antônio no centro de Barbalha, com o Pau da Bandeira às costas.                    (Blog Diário Cariri)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.