Header Ads

Com apoio da UFCA, assentamentos rurais mantêm rádios comunitárias em Crato, Caririaçu e Jati

Os assentamentos 10 de Abril, Serra Verde e Manoel João Timóteo localizados respectivamente em Crato,Caririaçu e Jati, no Ceará, agora possuem uma rádio poste à disposição da comunidade.

A inauguração da rádio difusora aconteceu no início deste ano por meio do eixo de comunicação do projeto "A Voz da Juventude do Assentamento 10 de Abril", cadastrado na Pró-reitoria de Extensão  da Universidade Federal do Cariri (UFCA), iniciativa que também desenvolve atividades com os jovens das três comunidades em outros dois eixos,  agroecologia e gestão associativa. 

Esse foi mais um passo na construção da Rede de Comunicadores Populares, ideia encabeçada pelo projeto e que começa a se materializar tendo a juventude dos assentamentos como precursora. Com a instalação dos equipamentos, os moradores poderão organizar melhor a comunidade. “A Rádio Versos de Conquista representa para mim, jovem assentada, a conquista de uma luta pela liberdade de expressão do trabalhador e da trabalhadora rural do campo”, afirma Bruna Gomes, 17, uma das locutoras da rádio do 10 de Abril.

Bruna diz que, através da rádio, é possível mostrar e discutir com liberdade os fatos relevantes para a comunidade, com notícias do Brasil e do mundo.  Além disso, existe a oportunidade de refletir sobre acontecimentos que, às vezes, são distorcidos pelos grandes veículos de comunicação: “Podemos questionar as inverdades ditas pela grande mídia, que tenta diariamente nos alienar”, complementa.


“A rádio é muito importante para a comunidade, a gente perde a timidez e pode se expressar para muitas pessoas ao mesmo tempo”, disse Erileide Rodrigues, do assentamento Serra Verde. A expressão, da qual ela fala, e o protagonismo da juventude à frente da Rádio Conquista é vista pelos moradores do local como algo positivo, que contribui para a educação dos jovens. “As pessoas acreditam na gente [jovens], no nosso esforço”, conclui Erileide.

O mesmo acontece no Assentamento Manoel João Timóteo, no município de Jati, onde a rádio foi bem recebida e já traz retornos para os assentados. “A gente vivia no mundo isolado, não tinha comunicação, e agora temos. Nós avançamos uns 80% aqui dentro do assentamento, que vivia parado”, explica Maria Angelita Gondim, 54, mas conhecida como dona Marizinha.

 NA PRÁTICA

Assim como nos outros assentamentos, a Rádio Juntos Somos Mais, possui programação diária com conteúdo diversificado e que varia de acordo com as preferências e necessidades locais. A Versos de Conquista, rádio do 10 de abril, tem programas de esporte e cultura, dicas de saúde, jornalismo, religião e sobre diversidade de gênero.

Na inauguração das rádios, houveram oficinas de estêncil, promovidas pela professora do curso de Design da UFCA, Fernanda Loss. Nas paredes de cada rádio, os jovens dos assentamentos pintaram os nomes das emissoras, símbolos que representam os assentamentos e o campo, além dos logotipos das instituições parceiras responsáveis pela instalação dos equipamentos e capacitação dos jovens comunicadores.


APOIO

Além do apoio da UFCA, o projeto A Voz da Juventude conta com apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), por meio do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), do Programa Nacional de Educação da Reforma Agrária (Pronera) e da Secretaria Nacional da Juventude (SNJ). Para instalação das rádios, contou ainda com a parceria de outro projeto da UFCA, o Nas Ondas da Terra, cujo objetivo era realizar formações na área de comunicação popular para jovens de outros assentamentos do Estado.

SAIBA MAIS

O projeto A voz da Juventude desenvolve atividades voltadas à educação no campo há mais de dois anos. As ações iniciaram em 2015 com a promoção de formações prático-teóricas de comunicação comunitária, agroecologia e gestão associativa para cerca de 30 jovens do Assentamento 10 de Abril. Também foram realizadas oficinas, cineclubes, visitas de campo e viagens de intercâmbio com a juventude de outros assentamentos do Ceará.

Atualmente, o projeto desenvolve atividades em webjornalismo e de articulação de uma rede de jovens comunicadores do campo, por meio do site, além de atividades nas áreas de associativismo e agroecologia.                         (Site Miséria)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.