Header Ads

Hospital São Vicente expande estrutura para melhorar atendimentos

Aumento na demanda é apontada como necessidade de
expansão de serviços. FOTO: André Costa
O Hospital Maternidade São Vicente de Paulo, em Barbalha, passa por ampliações no setor ambulatorial, de exames e no banco de leite humano. A instituição tem realizado a reforma com a ajuda de verbas parlamentares, entre elas, a mais recente do senador Eunício Oliveira (PMDB), no valor de R$ 500 mil. A previsão é de seis meses para que a obras sejam concluídas. 

De acordo com o secretário executivo do São Vicente, Ernani de Freitas, a unidade hospitalar recebeu outras verbas e já há algumas prometidas por deputados federais. Segundo ele, os recursos são divididos tanto para a compra de medicamentos e atendimentos, como investidos na ampliação da estrutura física, para ampliar os serviços médicos. 

“Especificamente essa reforma visa desobstruir a área do ambulatório, que está superlotada, com a construção de pelo menos seis salas de consultórios, uma de exames e outra para o leite humano em um primeiro andar. Ao todo, queremos concluir até um terceiro andar, conforme forem aparecendo verbas, o que não é tão fácil de conseguir. Mas, com a demanda do hospital aumentando, nós precisamos ampliar os serviços também”, ressalta o secretário executivo do São Vicente. 

Ernani explica que o hospital pretende, ainda, expandir o bloco cirúrgico, a oncologia, inclusive a infantil, e pediatria. Por enquanto, o hospital conseguiu o térreo e esse primeiro andar, que receberá as salas para o consultório (para atendimentos neurológicos, cardiológicos e oftalmológicos), exames e o banco de leite humano. Na verdade, esses serviços serão transferidos para o novo prédio, permitindo assim a ampliação da maternidade, no atual prédio, de alto risco para os 45 municípios. “À medida que a gente for retirando, por exemplo, a ala de laboratórios para um segundo andar, a gente vai ampliar os demais serviços citados”. 

A verba está creditada nas contas do hospital desde o início do ano. Para tanto, a contrapartida da instituição se aproximou de R$ 120 mil. “É também um valor difícil para o hospital que tem muitas dívidas. Contudo, não podemos perder a oportunidade da ampliação, então estamos fazendo mais algumas reduções para garantir a reforma”, disse Ernani de Freitas. 

A nova área está sendo construída no espaço de um pátio do próprio hospital e de uma residência, que foi comprada para que tudo fique interligado à estrutura já existente. A conclusão da obra vai depender da disponibilidade das verbas. Freitas acredita que, em seis meses, as obras devem ser concluídas. A Prefeitura de Barbalha já aprovou o projeto técnico de engenharia para ampliação das dependências do São Vicente em 488 metros quadrados.                    (Jornal do Cariri)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.