Header Ads

Parque Ecológico das Timbaúbas será Unidade de Conservação

O Parque Ecológico das Timbaúbas recebeu, nesta quinta-feira, 20, a visita de Técnicos Ambientais da Secretaria de Meio Ambiente do Estado (SEMA), para realização de estudos de sua área, com o objetivo de transformar o parque em uma Unidade de Conservação (UC), espaço natural passível de proteção pelas suas características especiais. Durante a visita a Secretária Executiva da SEMA, Maria Dias, reforçou o apoio do Governo do Estado para a requalificação do Parque Ecológico, entendendo se tratar de um ecossistema representativo para a região.
Os estudos definirão a categoria em que o Parque se enquadrará no Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC), lei de proteção ambiental. De acordo com a Gestora Ambiental da SEMA, Andreia Moreira, o Parque se enquadra na categoria de Área de Proteção Integral (API), que busca a manutenção dos ecossistemas livres de alterações causadas por interferência humana, sendo admitido apenas o uso indireto dos seus atributos naturais de forma contemplativa ou voltada à pesquisa científica. “Ao ser definida a categoria, faz-se necessário um trabalho educativo, afim de divulgar todas as atividades que serão permitidas na área, um processo transparente realizado em parceria com a sociedade”, ressalta Andreia.
O projeto propõe que toda a área municipal do Parque se torne API, e as demais áreas no entorno se tornarão Áreas de Proteção Ambiental (APA), sendo também Unidade de Conservação protegida pelo SNUC, mas que permite alguns usos sustentáveis, como a morada de família de forma sustentável, degradando o mínimo possível. 
Após a Criação da UC, iniciará o processo de gestão da Unidade, a ser realizado por um Conselho Gestor formado por representantes da Sociedade Civil, posterior a isso será realizado o Plano de Manejo que define o que deve existir no parque e as condutas permitidas e proibidas em suas áreas.             Cariri   Principal

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.