Header Ads

Aberta XI Semana de Geografia, com debate sobre Universidade e Escola: Rompendo Muros e Construindo Pontes

Com o tema ‘Universidade e Escola: Rompendo Muros e Construindo Pontes, aberta na noite desta segunda-feira, na Universidade Regional do Cariri (URCA), a XI Semana de Geografia. Uma mesa com professores do ensino fundamental, médio e superior trouxe a reflexão para a realidade do ensino de geografia e as barreiras existentes, além das necessidades de mudanças dentro de um quadro de político-social em que se vive no Brasil.

O tema considerado instigante pelos debatedores, traz algumas realidades sobre o atual momento político e social do Brasil e o sistema excludente desde o ensino fundamental até a universidade. É o que aborda a professora Jaqueline de Alcântara Sampaio sobre o ensino médio. A docente ressaltou em sua fala que a culpa do nível baixo dos alunos, não é somente da escola ou de professores ruins, mas há todo o um contexto, que precisa ser estudado. “Deve-se levar em conta a avaliação do aluno e não apenas do conteúdo em si, mas uma série de questionamentos que é preciso fazer”, afirma ela.

Já a docente do ensino fundamental, Hilda Maria Daniel da Silva, ressaltou a necessidade de se refletir mais sobre a educação, o ensino, e fazer questionamentos para encontrar pontes e soluções. “Há uma série de complexidades. O ensino fundamental é o espaço que insere uma faixa etária muito delicada. O jovem precisa adquirir maior maturidade”, diz ela.

O Professor Raimundo Lenilde de Araújo, do Departamento de Geografia da Universidade Federal do Piauí (UFPI), enfatizou a sua explanação voltada para a temática central do evento, ao destacar conceituações relacionados aos muros e pontes. Em torno dessas realidades, ele enfoca que existem diversas leituras, tradições, posturas profissionais, estruturas estatais e privadas. “Para construir pontes, é necessário trabalhar coletivamente”, diz ele, ao ressaltar as mudanças e avanços necessários para que se possa aproximar às realidades de ensino no tempo e que todos possam vivenciar as condições, incluindo os processos de inovação, do século XXI, incorporando a ética.                Cariri Principal

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.