Header Ads

Corte do Bolsa Família atinge região do Cariri

O corte de quase 42 mil famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família, em julho, pegou muita gente de surpresa no estado do Ceará. Considerada a maior redução desde o lançamento do programa, em 2003, o governador Camilo Santana classificou a medida do Governo Federal como criminosa. No estado, todos os 184 municípios foram impactados com a redução.
Entre eles, o Crajubar registrou cerca de 3 mil benefícios a menos. Em Juazeiro do Norte, a coordenadora gestora do Programa Bolsa Família, Francisca das Chagas, informa que há uma variação significativa mensal do número de cortes no Município. Cerca de dois mil benefícios estão bloqueados ou cancelados, sob a justificativa de falta de atualização cadastral ou extrapolação do perfil exigido por parte do Governo.
Entretanto, a coordenadora ressalta erro de base de dados em alguns casos. “Percebemos que algumas famílias tiveram os benefícios cortados, mesmo com cadastros atualizados e dentro do perfil. Nos dois caos, algumas pessoas conseguem a reversão”, declarou a coordenadora. Casos semelhantes foram identificados por Vladiana Meneses, supervisora do Núcleo de Gestão do Cadastro Único e Bolsa Família de Crato. Lá, houve redução de mais de 700 famílias beneficiárias entre junho (12.570) e julho (11.821). No entanto, o número de agosto subiu para 12.589, com a inclusão de 768 pessoas na folha de pagamento do benefício. No Município, 362 famílias reverteram o cancelamento/bloqueio por meio de averiguação cadastral e houve liberação de 406 novas famílias beneficiárias, já 302 famílias perderam o benefício nesse processo.
Segundo informações da assistente social local, Salvanir Salviano, o cancelamento/ bloqueio ocorre porque o governo federal se utiliza de cruzamento de dados de diversos sistemas bancários, fiscais, comerciais, etc. “O sistema de cruzamento de dados é algo positivo quando as pessoas que possuem renda as omitem. Porém, é algo muito delicado para as famílias que não têm conhecimento de que os gastos no seu nome podem acarretar ou desconhecerem os prazos de atualização. É muito importante que elas façam a atualização para evitar o risco de cair na averiguação/revisão cadastral e, assim, manterem todos os seus direitos”, argumenta Vladiana. Em Barbalha, o número de beneficiários do Bolsa Família também caiu. O corte atingiu 352 famílias e decorreu de suspensões para avaliação e cancelamentos pelo Governo Federal.                     (Jornal do Cariri)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.