Header Ads

Lista do precatório do Fundeb já está 75% concluída, diz secretária de Educação

Após divulgação neste blog de que a Secretaria de Educação de Juazeiro do Norte (Seduc) irá começa a convocar os profissionais do magistério para começar a assinar a lista do pagamento do precatório,a Seduc divulga nesta segunda-feira (21) a seguinte informação:

"A Seduc esclarece que tem delegado todos os esforços possíveis para a conclusão da listagem dos professores que terão direito ao pagamento do Precatório do Fundef. Segundo o corpo técnico da Seduc que está à frente dos trabalhos, até a última sexta-feira, 18 de agosto, cerca de 75% de toda a lista de professores lotados na folha de pagamento, entre os anos de 2001 a 2016, já está concluída.
Ainda de acordo com a Seduc, a demora para a conclusão se deve às sucessivas mudanças na utilização de programas onde foram feitos os cadastramentos dos servidores da Educação, ao longo do período que compreende os anos de 2001 a 2016. Para a finalização dessa lista, é necessária a importação dos bancos de dados referente a todo esse período. De posse de todos os nomes, a Secretária de Educação passa a realizar os cálculos dos valores que cada professor deve receber.
A Seduc explica que os valores variam de acordo com o tempo em que cada profissional está lotado na folha de pagamento da Secretaria de Educação, fato que exige atenção e cuidado por parte da equipe na realização dos cálculos.
Após essa etapa, uma comissão formada por técnicos da Seduc, professores e membros do Sindicato dos Servidores Municipais, cujo nomes já foram publicados no Diário Oficial, fará a devida conferência para corrigir eventuais falhas. A etapa seguinte consiste na publicação dos nomes do professores e respectivos valores a receber no site da Prefeitura de Juazeiro do Norte, para que possam ser consultados.
Trabalho criterioso
A Secretária de Educação, Maria Loureto de Lima, lembra que todo o processo vem sendo feito com todos os critérios necessários e que a Seduc tem recebido o suporte da Procuradoria Geral do Município e Assessoria Jurídica da Prefeitura. Além disso, todo o processo tem sido acompanhado e respaldado pelo Ministério Público Estadual. “Nós estamos dentro dos prazos estabelecidos e elaborando cautelosamente todo o processo para que a gente não tenha nenhum prejuízo, tampouco os professores que irão receber o precatório.”, explica Maria Loureto de Lima".
(Assessoria de Imprensa)                      
Cariri Principal

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.