Header Ads

Matrículas do EJA têm aumento de quase 183% em 2017

O Ensino de Jovens e Adultos (EJA), da Secretaria de Educação de Juazeiro do Norte (Seduc), registrou um aumento de 182,47% nas matrículas desse segmento para o ano de 2017 até o início de agosto. De acordo com dados da Seduc, no ano de 2016 foram matriculados 679 alunos nas turmas do EJA I, II, III e IV. Neste ano de 2017, até o dia 04 de agosto, já haviam sido matriculados 1.918 estudantes, representando um salto significativo do alunado.
Mesmo que o calendário escolar referente ao ano letivo de 2017 já esteja em andamento, as escolas da rede municipal de ensino continuam recebendo matrículas dos interessados.
Como o próprio nome já diz, as salas de aula do EJA são direcionadas para jovens e adultos, inclusive da melhor idade, fora da faixa etária escolar. Muitos dos alunos do EJA ainda estão passando pelo processo de alfabetização.
Um dos grandes desafios da Gestão Municipal para a Educação é combater o alto índice de analfabetismo registrado em Juazeiro do Norte, e, para isso, o EJA é uma forte ferramenta.
A Secretária de Educação, Maria Loureto de Lima, avalia que a grande procura por matrículas neste ano se deve à credibilidade que a população tem depositado nos trabalhos da Secretaria de Educação. “Nossa demanda sempre aumenta, mas também temos um aumento considerável de matrícula. Muitos de nossos alunos que ainda não sabem ler e escrever têm a idade bem avançada, no entanto possuem grande vontade de aprender”, afirma a Secretária.
Atrativos para evitar a evasão
Historicamente, o EJA sofre muito com a evasão escolar. Isso se deve, muitas das vezes, pelo cansaço do dia-a-dia enfrentado pelos alunos, cuja maioria possui jornadas exaustivas de trabalho. Para manter esses alunos em sala de aula, a coordenação do EJA tem buscado trabalhar junto aos professores, propostas pedagógicas que tornem as aulas mais atrativas e menos cansativas.
Uma das alternativas encontradas pela Seduc é a inclusão de ofertas atrativas à grade curricular. Nesta segunda-feira, 07, as coordenações do EJA e da Educação Física da Secretaria de Educação se reuniram no sentido de planejar a inclusão de atividades físicas em momentos diversificados durante as aulas, ocupando espaços e horários ociosos, com o objetivo de se trabalhar a permanência dos alunos na rede de ensino.
“A permanência do aluno requer mudança de metodologias, avaliações diárias das propostas pedagógicas e tudo isso já estamos realizando nas salas de aula”, comenta a Secretária Maria Loureto de Lima. 
Formação dos professores
Além de tornar a grade curricular mais atrativa para os alunos, o EJA tem realizado alguns trabalhos de formação para os professores da modalidade. Na última quinta-feira, 3 de agosto, os professores participaram de uma palestra com o professor da Universidade Leão Sampaio, Luiz Geraldo Teixeira, que ministrou o tema “Ética na sala de aula”. Além de discorrer sobre o assunto, o professor relatou algumas experiências motivadoras para a condução do processo ensino-aprendizagem.
Conforme a Seduc, até o final do ano, palestras formadoras e motivadoras estarão sendo realizadas com vistas a oferecer aos professores do EJA da rede municipal de ensino, orientações para o aperfeiçoamento de suas práticas pedagógicas em sala de aula.                        Cariri 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.