Header Ads

Procedimento cirúrgico inédito é realizado pelo hospital Santo Antônio, em Barbalha

Barbalha. Como se não bastasse a grande responsabilidade de ter implantado o primeiro serviço de neurocirurgia da região do Cariri, o Hospital Santo Antônio de Barbalha continua como uma das grandes referências para os tratamentos de pacientes neurocirúrgicos de todo o centro sul do Estado do Ceará, e estados circunvizinhos.

Mas este título de referência e a consequente credibilidade deste serviço não foram conquistados apenas pela coragem, o pioneirismo e o espirito empreendedor de seus diretores. Mas, principalmente, pelos investimentos em novas, moderníssimas e exitosas técnicas neurocirúrgicas aplicadas por profissionais renomados e de grande credibilidade como: Dr. João Ananias, Dr. Edson Lopes, Dr. Thiago Pimentel, Dr. Carlos Kennedy, Dr. Iuri Honcy, Dr. James Rocha, Dr. Ronaldo Ferreira e Dr. José Correia Junior. 

O Dr. José Correia Saraiva Junior, por sinal, realizou na ultima semana um procedimento inédito não só em nível de região, mas de todo o Estado do Ceara. Trata-se do tratamento de aneurisma cerebral, por meio de uma técnica de implantação de um stent desviador de fluxo especifico (malha que cobre o defeito do vaso), em uma paciente do sexo feminino, 58 anos. Em virtude do dispositivo utilizado no procedimento ser algo recém lançado, o procedimento ainda não é coberto pelo Sistema Único de Saúde – SUS. E o procedimento só foi possível graças ao conhecimento e o domínio desta técnica pelo Dr. José Correia Junior, e pela cobertura do plano de saúde da paciente.

De acordo com o Dr. José Júnior, além de o procedimento ter um tempo de duração muito menor em relação ao convencional, ele ainda traz inúmeras outras vantagens para o pacientes como: menor tempo de internamento e de recuperação pós cirúrgica, além de maior segurança no controle do aneurisma tratado. 

O ANEURISMA CEREBRAL


Trata-se de uma fraqueza em um vaso sanguíneo do cérebro, que infla e se enche de sangue e pode romper a qualquer momento. Segundo estatísticas mais de 2 milhões de casos são diagnosticados por ano, somente no Brasil. Sendo a maior incidência dos casos em adultos do sexo feminino.

Quem deve investigar? Entre os fatores para aumentar o risco de um aneurisma estão: fumo, hipertensão, uso de drogas ilícitas, consumo excessivo de álcool, entre outros. 

O diagnóstico poderá ser feito por meio de exames de imagem (arteriografia cerebral ou angioressonancia cerebral) com o acompanhamento por meio de um nossos especialistas neurocirurgiões, diariamente no Hospital Santo Antônio de Barbalha.                       (Assessoria de Comunicação)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.