Header Ads

Ceará avança 25% em potencial turístico com 74 municípios

Dezesseis destinos cearenses passam, neste ano, a serem considerados municípios com vocação turística pelo ministério do turismo (mtur). Com isso, o estado avança 25% em potencial turístico ante o ano de 2016, com 74 municípios com vocação para esse tipo de atividade em 2017 ante 59 cidades listadas pelo mtur no ano anterior.
Os dados foram apresentados por meio do mapa do turismo, levantamento que aponta os municípios brasileiros com maior vocação turística. As cidades são identificadas e classificadas para que políticas públicas sejam pensadas e distribuídas de forma estratégica, de acordo com o ministério do turismo.
As cidades cearenses que foram consideradas com vocação turística foram divididas em 12 regiões geográficas do estado e cinco categorias (a, b, c, d e e), sendo a categoria a para as cidades nas quais a atividade turística é mais latente. Apenas um município que estava entre os destinos com potencial para o turismo, da categoria d, foi excluído do ranking neste ano.
De acordo com o novo mapa do turismo, apenas a cidade de fortaleza integra a categoria a de potencial turístico. Outros 31 municípios estão distribuídos nos patamares b e c. Os demais 42 municípios figuram nas categorias de e.
De acordo com o ministério do turismo, esses destinos não possuem, de forma geral, fluxo turístico nacional e internacional expressivo, mas alguns possuem papel importante no fluxo turístico regional e precisam de apoio para a geração e formalização de empregos e estabelecimentos de hospedagem.
Litoral leste e oeste
As regiões cearenses que concentram o maior número de municípios com potencial turístico em 2017 são litoral leste e litoral oeste, com 16 cidades com desenvolvimento considerável da atividade. No litoral leste, os destaques ficam por conta, sobretudo, das cidades de aquiraz, aracati e beberibe, na categoria b, e os municípios de cascavel, chorozinho, eusébio, fortim, icapuí, pacajus e pindoretama, divididos nas categorias c e d.
No litoral oeste, as cidades consideradas com potencial turístico são amontada, itapipoca, paracuru, paraipaba, são gonçalo do amarante e trairi, todas agrupadas na categoria c.
O mapa do turismo do Ceará classifica ainda os municípios na divisão litoral extremo oeste, região na qual o principal município com potencial turístico é jijoca de jericoacoara (b). Na região também estão acaraú e camocim, na categoria c, e barroquinha, bela cruz, chaval e cruz na categoria d.
Na região das serras de aratanha e baturité, os principais municípios com potencial turístico apontados no levantamento são guaramiranga (categoria c), conhecida por apresentar temperaturas mais baixas e ser próxima a capital cearense. Na mesma região, estão maranguape e baturité, também com nota c em potencial turístico.
Completam a lista de oito municípios com vocação turística pacatuba, pacoti, palmácia e redenção - todos integrando a categoria d - e guaiúba, no patamar e de potencial turístico.
Na chapada da ibiapaba, tianguá e ubajara, com atividades de ecoturismo, são as principais cidades enumeradas pelo ministério do turismo, ambas incluídas na categoria c.
Também integram o ranking elaborado pelo ministério do turismo carnaubal, guaraciaba do norte, ibiapina, ipu, são benedito e viçosa do ceará, todas parte da categoria d.
Na região do cariri, o destaque em vocação turística é juazeiro do norte, lembrada como a cidade do padre cícero. O município figura na categoria b de vocação turística, sobretudo devido ao desenvolvimento do turismo religioso.
Em seguida, estão crato (categoria c), assaré, barbalha, brejo santo, jardim, lavras da mangabeira e várzea alegre, na categoria d, e missão velha, nova olinda e santana do cariri no patamar e.
No país, foram listados 3.285 municípios em 328 regiões turísticas, um crescimento de 51% em relação ao mapa do turismo de 2016, quando foram registradas 2.175 cidades em 291 regiões brasileiras.
Parceria com setor privado
Para o secretário do turismo do estado, arialdo pinho, o avanço do estado em potencial turístico neste ano de 2017 é atribuído ao "esforço empenhado em promover o ceará nos eventos nacionais e internacionais".
"isso é devido às ações do governo do estado de divulgação. São realizados durante o ano inteiro ações de promoção do ceará como destino turístico junto às agências de viagens", detalha o titular da pasta.
Ele destaca a importância da parceria entre iniciativa pública e setor privado. "o setor privado tem nos ajudado muito, tem participado ativamente do trabalho. Todos os entes estão agindo em conjunto para fortalecer o ceará e de um ano para cá a iniciativa privada tem sido muito importante nesse processo", avalia pinho.
Diante dessas ações e do fortalecimento dessa parceria no último ano, arialdo pinho acredita em uma alta estação bem melhor em relação à alta estação do fim de 2016 e início de 2017. "a gente espera que seja realmente bem melhor", ressalta.
Jericoacoara
Na categoria b, o município de jijoca de jericoacoara tem recebido fluxo maior de turistas nos últimos meses com a inauguração do aeroporto regional de jericoacoara comandante ariston pessoa. Ele explica que, como todo esse movimento é considerado recente, jericoacoara ainda não está no patamar a de vocação turística. "agora, vamos trabalhar para até março do ano que vem operacionalizar aracati", ressalta.
Air France

Ele disse ainda que a decisão da air france-klm quanto à escollha da capital para realizar os voos do nordeste até paris e frankfurt pode sair na segunda-feira. A empresa irá decidir entre os terminais de fortaleza, recife e salvador para implementar as novas frequências.                    (Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.