Header Ads

Apesar de atrasos e preços de passagens, aeroporto de Juazeiro mantém crescimento entre janeiro e setembro

Apesar de atrasos e preços de passagens, aeroporto de
Juazeiro mantém crescimento entre janeiro
e setembro. FOTO: Elizângela Santos
Na lista dos aeroportos que mais crescem no interior do Brasil, o Orlando Bezerra de Menezes, em Juazeiro do Norte, recebeu mais de 410.220 mil passageiros em embarques e desembarques entre janeiro e setembro deste ano.

Apesar dos sucessivos percalços e reclamações dos usuários com os preços de passagens e atraso de voos, o terminal registrou crescimento de 5,89% na movimentação de passageiros em setembro, em comparação com o mesmo período do ano passado. Em 2016, transitaram pelo aeroporto 38,619 pessoas, frente a 40,892 embarques e desembarques no mês passado.

No acumulado entre janeiro e setembro, o Orlando Bezerra apresenta um crescimento menor, mas ainda assim registra índices otimistas. Nestes 9 meses, o terminal tem 0,33% a mais em movimentação em relação ao ano passado. O período de maior fluxo foi em janeiro, com 57,768 embarques e desembarques. Abril tem o menor índice, registrando 39.136 chegadas e partidas.

O Orlando Bezerra movimenta anualmente, a média de 534.712 passageiros, 7.273 voos e 1.209.233 kg de carga aérea. Somadas as empresas que operam o sistema aeroportuário, os funcionários representam uma população fixa de 317 pessoas.

REFORMA

Recentemente foi anunciada pelo senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) a liberação de R$ 31 milhões para reforma e ampliação do aeroporto, uma demanda antiga e necessária para retirar as restrições do pátio e garantir a continuidade das operações no terminal.

A primeira obra  será a de reestruturação e reforço da pista que passará a ter o PCN 42 para suportar o trânsito de aeronaves maiores. O orçamento previsto neste trecho é de R$ 2,7 milhões e deve ter início em outubro com previsão de conclusão em março do ano que vem.

CONCESSÃO

O Aeroporto Regional do Cariri entrará no pacote de aeroportos leiloados encabeçados por Recife. Uma estratégia do Governo Federal pretende leiloar o bloco que inclui ainda mais cinco terminais do nordeste, são eles: Maceió, João Pessoa, São Luís, Teresina e Petrolina.

De acordo com o Ministério dos Transportes, as obras nestes terminais serão de ampliação; manutenção; melhorias na infraestrutura, para garantir qualidade dos serviços e níveis de conforto aos usuários.                            (Site Miséria)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.