Header Ads

Regulamentação do transporte coletivo em Crato é debatida na Câmara


A Câmara Municipal do Crato promoveu Audiência Pública na manhã desta quinta-feira, 30, para debater a regulamentação do Transporte Coletivo em Crato. O encontro, proposto pelo vereador Amadeu de Freitas (PT), contou com presenças do promotor Thiago Marques Vieira, do Ministério Público Estadual; secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Territorial Urbano, Brito Junior; procurador-geral do município, Ernani Brígido; e do vereador Fernando Brasil (PP); que se somaram a usuários e condutores de transporte coletivo em Crato.

O vereador Amadeu de Freitas avalia os debates como importantes, permeados por opiniões diferentes e norteados pela legislação que trata do tema. “Nós precisamos cumpri-la”, afirma o parlamentar. “A legislação é voltada para que esse serviço seja prestado com qualidade, com segurança, regularidade, tarifa justa e tudo isso, somente legislação poderá fazer com que aconteça dessa forma”.

A audiência teve o objetivo, na visão do vereador, de planejar a criação de uma lei municipal “para detalhar melhor o funcionamento de todos esses aspectos do transporte coletivo”. Um dos encaminhamentos da audiência foi o compromisso assumido pelo secretário Brito Junior de, até o final de 2018 ser aprovado o Plano Municipal de Mobilidade Urbana que abranja tanto o transporte coletivo como o individual.

“Há muita discussão sobre o tema”, declara o secretário Brito Junior. “Em 2015, quando aconteceu uma Audiência Pública com o mesmo tema ela foi motivo de muito conflito. De lá para cá temos conversado com as associações, permissionários e cooperados e, neste sentido, acredito que temos tido alguns êxitos para a população: são horários, veículos de melhor trânsito e fluidez, e também que a gestão pública possa fazer a parte dela melhorando a pavimentação, cuidando do trânsito e das vias”.

Conforme o secretário, desde então “muita coisa já foi resolvida”, a exemplo da diminuição de reclamações de usuários, diálogo com associações e cooperativas, vistorias em veículos, dentre outras ações.


Segundo o especialista em cooperativismo, Sebastião Junior, os permissionários que operam o transporte coletivo devem ampliar a visão sobre a temática “para tentar acelerar esse processo”. A Câmara Municipal vai elaborar um relatório da Audiência e enviar cópias para órgãos afins à temática.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.