Header Ads

Após protestos de motoristas, trecho que liga Crato e Nova Olinda será liberado durante a noite

Após protestos de motoristas, trecho que liga Crato e
Nova Olinda será liberado durante a noite.FOTO: Redes sociais
Um protesto de motoristas do transporte alternativo fechou, no final da manhã desta quarta-feira (3), um trecho da CE que liga os municípios de Crato a Nova Olinda e Exú.

A via, que passa por reforma desde agosto do ano passado, havia sido liberada pelo Departamento Estadual de Rodovias (DER) durante o período de final do ano.

Com o trecho interditado, os motoristas alegam que o desvio instalado como rota alternativa, por não ser asfaltado, acabam danificando as vans, alongando o trajeto e causando desconforto e insegurança aos passageiros.  A Polícia Militar foi chamada mas não houve nenhum tipo de confronto com os manifestantes.

Diversos condutores estacionaram as vans no início do desvio, impossibilitando a passagem dos outros carros. De acordo com um dos organizadores do protesto, outros motoristas de carro de passeio, ao tomarem conhecimento do motivo da parada, aderiram à manifestação. Cerca de 40 vans participaram da interdição.

Denilson, um dos topiqueiros, alegou que a principal reivindicação era de que o DER liberasse pelo menos um sentido da estrada enquanto a obra acontecia do outro lado da via.

De acordo com o DER, isso será possível em breve, mas ainda não há previsão para que esta condição de tráfego possa operar no local.

O órgão informou ainda que este trecho - que inicia na altura do Instituto Federal e vai até Exú -, ficará liberado a partir das 18h até às 6h do dia seguinte a partir desta quinta, 4.

"São 14 km de estrada de concreto, esse material requer um tempo maior para ser liberado, iremos desbloquear uma parte da estrada em breve", informou a assessoria.

OBRA

De acordo com o DER, a estrada recebe serviços de pavimentação, revestimento asfáltico e rígido (concreto), drenagem, obras d’arte correntes, sinalizações horizontal e vertical, além de proteção ambiental pelo Ceará de Ponta a Ponta, Programa de Logística e Estradas do Ceará, que prevê melhorias viárias para reduzir o tempo e o custo de transporte, aproximar municípios e ampliar a oferta de serviços à população. Os serviços estão orçados em R$ 75.436.162,95, com recursos do Tesouro Estadual e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).    (Site Miséria)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.