Header Ads

Estudantes pedem agilidade no retorno de aulas no Centro de Artes da Urca

Estudantes pedem agilidade no retorno de aulas
no Centro de Artes da Urca. FOTO: Antônio Rodrigues
Com mais de sete meses sem aulas, cerca de 200 alunos do Centro de Artes da Universidade Regional do Cariri (Urca) ainda se preocupam com a demora para a retomada dos cursos de Teatro e de Artes Visuais. A instituição universitária já informou, oficialmente, que eles voltam a funcionar, no início deste ano, no prédio do antigo Sesi, em Crato, recém-adquirido pelo Governo do estado do Ceará.

Os cursos eram sediados em estrutura localizada no bairro Pirajá, mas a mesma está interditada há mais de sete meses pela Defesa Civil, devido a riscos de desabamento. Desde então, os alunos de ambos os cursos estão sem aula. A estudante Maiara Santos cobra agilidade na resolução da situação. Segundo ela, há descaso tanto da parte da reitoria como do governo estadual.

Maikon Lima também se queixa da demora para retomar as aulas e salienta que, como ele, diversos alunos vêm de outros municípios para estudar na região, mesmo com uma situação financeira tão difícil. “Já era para algumas turmas estarem formadas, trabalhando e ganhando o dinheiro. Tem gente que queria estar cursando pós-graduação. Estamos todos limitados, prejudicados”.

Quem ainda nem entrou no curso também se lamenta. Mikaele, irmã de Maikon Lima, aguarda ingressar no curso de Teatro, mas ela se sente receosa. “Infelizmente, essa não é a primeira vez que esses cursos passam por isso. Antes de funcionar em Juazeiro, eles eram sediados em Barbalha. Os alunos daquela época enfrentaram problemas semelhantes aos de agora. Tenho receio de que eles sejam sempre desprezados pela reitoria da Urca, como vêm sendo”.

Por nota, a Urca afirma que, junto ao Governo do Ceará, estão acelerando as tratativas para que o prédio sedie atividades de ensino, pesquisa e extensão dos cursos de Artes visuais e Teatro. Além disso, estudantes, professores e servidores dos dois cursos têm planejado as ações de reposição das aulas e demais ações do calendário acadêmico.

O prédio, no entanto, precisa de melhorias na rede elétrica, hidráulica, pintura, etc. Os recursos R$ 60.654,22 já estão alocados e o contrato para realização das melhorias já está aguardando publicação e será realizado pela empresa SM Construções LTDA. As melhorias serão concluídas em 30 dias.

Todas as providências para a aquisição do prédio do Sesi já foram realizadas pelo Governo do Ceará e pela Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) no Ceará. O fechamento do negócio, entretanto, ainda precisa da autorização da FIEC em Brasília. A instituição já publicou, em seu site, que os alunos desses cursos estão com suas matrículas realizadas automaticamente para o novo ano letivo.                          (Jornal do Cariri)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.