Header Ads

Grupo cearense M. Dias Branco compra a indústria de alimentos Piraquê por R$ 1,5 bilhão

Por R$ 1,55 bilhão, o grupo cearense M. Dias Branco, líder nacional do mercado de massas e biscoitos, comprou a Piraquê, maior indústria do segmento da região Sudeste, onde os produtos com sua marca são os mais consumidos. O negócio, que acaba de ser comunicado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) por meio de Fato Relevante, será submetido à análise do Conselho Administrativo de Defesa da Economia (CADE).

A respeito desta informação, este blog destaca três aspectos importantes: 1) É o primeiro grande movimento estratégico do Grupo M. Dias Branco depois do falecimento do empresário Ivens Dias Branco, seu controlador, responsável por levar a empresa à posição de liderança que ocupa hoje; 2) É o maior investimento feito até hoje por um grupo cearense, dentro e fora do Estado; 3) É a consequência da boa estrutura de governança corporativa, liderada pelo seu vice-presidente de Investimentos, Geraldo Luciano Matos Júnior, com o apoio de toda a família Dias Branco.

O grupo cearense expandiu-se nos últimos anos, adquirindo a gaúcha Adria, as pernambucanas Pilar e Vitarela e as cearenses Estrela e Santa Lúcia. Além disso, implantou, em Aquiraz, uma das mais modernas fábricas de torradas do mundo. E ampliou e modernizou sua rede de moinhos de trigo e suas fábricas de massas e biscoitos nos estados do Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Bahia, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul.

A Piraquê, adquirida por M. Dias Branco, tem 67 anos de atividades, mais de 4 mil funcionários e sua fábrica, localizada no Rio de Janeiro, é totalmente controlada por computadores, desde a matéria-prima ao produto final. A Piraquê tem 60 mil  postos de venda só no Estado do Rio.

Eis, na íntegra, o Fato Relevante distribuído por M. Dias Branco:

M. DIAS BRANCO S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS (“M. Dias Branco”) em atendimento ao parágrafo 4º do artigo 157 da Lei n.º 6.404/76 e à Instrução CVM 358/02, comunica aos seus acionistas e ao mercado em geral a celebração, em 29 de janeiro de 2018, do “Contrato de Compra e Venda de Ações e Outras Avenças”, entre a M. Dias Branco e os acionistas da Indústria de Produtos Alimentícios Piraquê S.A., sociedade brasileira que atua no ramo alimentício, através da fabricação e comercialização de massas, biscoitos, salgadinhos e refrescos. (“Sociedade” e “Contrato”, respectivamente).

O Contrato tem por objetivo a aquisição da totalidade das ações da Sociedade pela M. Dias Branco. Para fins da Operação, a Sociedade foi avaliada em R$ 1.550.000.000,00 (um bilhão, quinhentos e cinquenta milhões de reais).

No período de outubro de 2016 a setembro de 2017, a Sociedade registrou receita líquida total de R$ 717,0 milhões.

A Operação reflete a estratégia comercial da M. Dias Branco de acelerar seu crescimento nas regiões sul e sudeste do Brasil, bem como de incluir no seu portfólio produtos de alto valor agregado.

A conclusão da Operação está sujeita à implementação de condições usuais para transações desta natureza, incluindo-se a aprovação do CADE – Conselho Administrativo de Defesa Econômica. Durante o período de análise da transação, as companhias continuarão operando de forma independente.

A M. Dias Branco, oportunamente, realizará assembleia geral extraordinária para, em cumprimento ao art. 256, da Lei n.º 6.404/76, submeter a Operação à ratificação de seus acionistas.

Eusébio-CE, 29 de janeiro de 2018.

Geraldo Luciano Mattos Júnior


Vice-Presidente de Investimentos e Controladoria            (Blog do Egídio Serpa - Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.