Header Ads

Lojistas de Juazeiro apostam em promoções para atrair clientela em janeiro

Quem conseguiu guardar um pouco do dinheiro de dezembro, agora pode comprar com mais vantagens. O mês de janeiro é, tradicionalmente, o mês das promoções, com as famosas “queimas de estoque”. Os lojistas reduzem os preços das mercadorias para dar saída aos últimos itens do estoque montado para atender ao período natalino. Com isso, o consumidor acaba economizando na hora de ir às compras. Em Juazeiro do Norte, várias lojas iniciaram as promoções, tanto no centro comercial como no shopping. Os descontos chegam a 80% em alguns locais, com destaque para os setores de confecções, calçados, perfumaria e eletros.

Na loja de móveis e eletrodomésticos em que José Souza trabalha, a maioria dos produtos da linha branca entrou na promoção. “Hoje em dia, a maioria das pessoas está comprando inox e, por isso, nós aproveitamos o ‘saldão’ de início de ano para colocarmos os produtos da linha branca na promoção. Estamos com preços especiais e temos outros itens em promoção: geladeira, máquina de lavar, TV, ventilador. Os descontos chegam a 80%. É realmente para queimar o estoque. O cliente que entra aqui tem que sair levando alguma mercadoria”, diz o vendedor.

As vendas de fim de ano não foram como o esperado na loja de confecções que Ana Núbia gerencia e, por conta disso, o estabelecimento apostou em descontos de 15% a 50% e pagamento facilitado. “Quem economizou em dezembro tem a oportunidade de comprar peças com até 50%. Nas compras parceladas também estamos ofertando desconto de 15%. Acreditamos que até o dia 20, o estoque seja vendido para que a gente possa receber a nova coleção. Essa é a época de aproveitar as promoções”, diz Ana Núbia.

A professora Maria Alves aproveitou o dinheiro que recebeu com o pagamento dos precatórios para renovar a cozinha. “Eu comprei armário, mesa, geladeira e fogão. Estou começando 2018 com a cozinha nova. Eu economizei quase R$ 1 mil, fazendo as compras agora em janeiro. Além das promoções, eu conversei com os gerentes das lojas e valeu muito pechinchar e deixar para comprar as coisas agora em janeiro”, conta a professora.

(Jornal do Cariri)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.