Header Ads

Estado perdeu 609,3 mil linhas de celular em um ano


O Estado do Ceará perdeu 609.357 linhas de telefonia móvel nos últimos 12 meses. A quantidade representa queda de 6,28% no total de números ativos, que em fevereiro deste ano, foi de 9.093.780. Os dados foram divulgados, ontem, pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Conforme a Agência, o mês de fevereiro deste ano contabilizou queda de 41.735 linhas em comparação com janeiro, o que representou recuo de 0,46%.
Nos últimos 12 meses, o País registrou redução de 2,99% na quantidade de números, com um total de 7.263.466 linhas telefônicas móveis a menos.

Entre fevereiro e janeiro, a queda foi de 0,24%, com a perca de 574.379 números.

Do total de linhas móveis do País, 146.041.021 são pré-pagas e 89.614.484 são pós-pagas. No mês de fevereiro de 2018, quando comparado ao mês anterior, as linhas móveis pré-pagas apresentaram queda de 1.402.445 unidades (0,95 %) e as pós-pagas crescimento de 828.066 (0,93%). Em 12 meses, o pré-pago registrou diminuição de 16.767.728 linhas (10,30%) e o pós-pago aumento de 9.504.262 linhas (11,86%).

Empresas
Em fevereiro de 2018, a Vivo (74.896.701) foi a empresa com o maior número de clientes, seguida pela Claro, com 58.726.546; Tim, com 58.006.380; e Oi, 38.900.114.

Nos últimos 12 meses, apresentaram redução: Oi com -3.127.726 (-7,44%); TIM, com -4.125.852 (-6,64%); Sercomtel, com -4.223 (-5,89%); Algar, 37.625 (-2,80%); e Claro com -1.489.872 (-2,47%).

Tiveram aumento a Datora com mais 115.230 (111,28%) linhas; Porto Seguro, com 139.539 (29,30%); Nextel, que acrescentou 248.009 (9,44%) números; e a Telefônica (Vivo), que teve 984.130 (1,33%) novas linhas. No País, apenas São Paulo, Amazonas e Roraima tiveram crescimento.                (Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.