Header Ads

Número de motos cresce 201% nos últimos 10 anos no Crajubar


Frota de motos no Crajubar subiu de 28,4 mil em 2007
para 85,8 mil em 2017. FOTO: Reprodução-Jornal do Cariri
Nos últimos dez anos, a frota de motocicletas cresceu 201% nas cidades de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha, segundo levantamento feito pelo Jornal do Cariri. Em 2007, 28,4 mil veículos do tipo circulavam pelas ruas dos três municípios. Em dezembro de 2017, esse número saltou para 85,6 mil.

No mesmo período, a população nesses municípios aumentou 14%, passando de 403 mil para 460 mil habitantes. Os números apontam que existe uma moto para cada cinco pessoas nos três municípios do principal conglomerado urbano do Cariri. Há dez anos, essa relação era de uma moto para cada grupo de 14 pessoas.

Esses números são avaliados com preocupação por órgãos gestores de trânsito, por uma conclusão rápida: quanto maior o número de motocicletas, maior é a probabilidade de acidentes e outros problemas. O Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) de Juazeiro do Norte, cuja frota aumentou de 18 mil para 53 mil motos, intensifica ações de engenharia, fiscalização e educação.

O órgão destaca o aumento expressivo de sinalização para ordenar, organizar e dar mais fluidez ao trânsito, segundo informa a gerente do Setor de Estatística e Educação, Claudia Barbosa. A gestora acrescenta o recolhimento de veículos que trafegam de forma irregular como sendo um dos principais problemas apontados para o gerenciamento do trânsito. Na busca por soluções, são realizadas atividades educativas em escolas, onde se encontram os futuros condutores.

A multiplicação das motocicletas é verificada cotidianamente pelo Demutran de Crato. A frota só de motos no Município teve salto de 7,8 mil para 22,7 mil. Conforme o coordenador do setor de Comunicação do órgão, Edilson Marques, o aumento no valor da gasolina resulta na opção pela aquisição de motos em detrimento dos carros, por ser um veículo mais econômico.

As ações do Demutran de Crato estão voltadas, além da fiscalização, para iniciativas educativas em meios de comunicação, por meio de entrevistas e quadros em programas de rádios e palestras em escolas e empresas. “Buscamos conscientizar o motociclista e a população de uma maneira geral, de sua fragilidade na motocicleta e de que é o condutor quem tem que preservar por sua segurança”, enfatiza Edilson.

Barbalha passou de 2.483 para 9.451 motos nos últimos dez anos e focaliza na zona rural a fiscalização de trânsito. É nessa parte do Município, segundo o diretor do Demutran, Fábio Macêdo, em que a concepção de muitos condutores é a de que podem infringir a Legislação de Trânsito.

“O órgão não pode fechar os olhos para os infratores, verificando os mínimos detalhes, fazendo com que a legalidade seja imposta para assegurar não só ao condutor, mas aos pedestres e demais veículos que são corretos e que, muitas vezes, são vitimados por infratores”, finalizou Fábio.

(Jornal do Cariri)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.