Header Ads

Ceará perde 375 empregos formais em fevereiro deste ano



Após registrar um saldo positivo de 1,6 mil vagas de trabalho formais no primeiro mês deste ano, o estado do Ceará perdeu 375 postos de trabalho em fevereiro. O dado é resultado de 28.582 admissões contra 28.957 demissões no período, de acordo com os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados na tarde desta sexta-feira (23) pelo Ministério do Trabalho.

O dado negativo foi impulsionado pela perda expressiva de 1.210 vagas no Comércio, além de uma baixa de 463 postos na Agropecuária. Impediram uma queda ainda maior os resultados positivos nos Serviços (764 vagas); Administração Pública (438 vagas) e na Indústria de Transformação (114 postos).

Criação de emprego no País em fevereiro tem o melhor resultado em quatro anos

O Brasil criou 61.188 mil postos de trabalho em fevereiro. O número é bem superior em relação aos mais de 35 mil empregos gerados em fevereiro do ano passado e corresponde ao melhor resultado desde 2014, quando foram abertas 260.823 vagas no mesmo período. No total, foram registradas 1.274.965 admissões e 1.213.777 demissões.

O mês de fevereiro também seguiu a tendência positiva de janeiro, quando foram abertos 77,8 mil novos postos de trabalho no País. “Esses resultados confirmam a recuperação econômica e a retomada dos empregos. As medidas adotadas pelo governo foram acertadas e estamos otimistas que esses números se repetirão ao longo do ano”, avaliou o ministro interino do Trabalho, Helton Yomura, em nota enviada à imprensa.

No saldo consolidado de 2017, o Brasil havia tido um resultado negativo, com o fechamento de 20,8 mil postos de trabalho. Os dados do Caged também revelam que cinco dos oito principais setores econômicos tiveram saldo positivo. O principal deles foi o de serviços, com a criação de 65.920 novos postos de trabalho, crescimento de 0,39% sobre o mês anterior.                    (Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.