Header Ads

Em um mês, reservatórios ganham quase 50% de aporte; 16 açudes estão sangrando

O Castanhão acumula, atualmente, 5,87% de volume.
FOTO: Honório Barbosa

Em um mês, os açudes cearenses ganharam aporte de quase 50%, conforme o Portal Hidrológico do Ceará, que monitora 155 reservatórios. No dia 14 de março, o volume acumulado era de 8,4%. Neste sábado, 14 de abril, a taxa subiu para 12,5%, a mesma registrada no mesmo dia do ano passado. Além disso, hoje, subiu para 16 o número de açudes sangrando no Estado.

Atingiram 100% da capacidade os açudes: Acaraú Mirim (Massapê), Angicos (Coreaú), Barragem do Batalhão (Crateús), Caldeirões (Saboeiro), Cocó (Fortaleza), Colina (Quiterianópolis), Diamantino II (Marco), Germinal (Palmácia), Itapajé, Itaúna (Granja), Maranguapinho (Maranguape), Quandú (Itapipoca), São Vicente (Santana do Acaraú), Tijuquinha (Baturité), Tucunduba (Senador Sá) e Várzea da Volta (Moraújo).

Segundo a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), mais 23 açudes estão com volume acima de 90% da capacidade. Na outra ponta, 16 estão completamente secos, 25 em volume morto e 94 têm volume inferior a 30%. O Castanhão acumula, atualmente, 5,87% de volume.

De ontem para hoje, o Ceará ganhou aporte de 100,92 milhões de m³, em 77 açudes. Destacam-se os reservatórios Castanhão, Banabuiú, Figueiredo, Orós e Jenipapeiro. Segundo a Cogerh,  esses aportes permitiram que os açudes Jenipapeiro II, Santo Antônio de Russas e Trapiá II deixassem o volume morto e que os açudes Ema, Potiretama e Santo Antônio deixassem de estar secos.                (Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.