Header Ads

Sessão da Câmara do Crato desta terça (10) recebeu comunidade surda e debateu a questão dos transportes alternativos


A Câmara de vereadores do Crato realizou nesta terça-feira (10) mais uma sessão ordinária. O plenário recebeu representantes da Comunidade surda: Sônia Sales, Presidente da associação cratense de defesa da comunidade surda e Roger Prestes, professor da Universidade Federal do Cariri (UFCA). Eles denunciaram a atitude da Universidade Regional do Cariri (URCA) em contratar uma professora sem formação na área de letras-libras o que infringe a Lei n° 10.436 Art. 4° que trata da obrigatoriedade de professores com formação específica na área de libras. Eles pediram o apoio da Câmara e afirmaram que tal atitude era um desrespeito para com toda a comunidade surda. Reafirmaram ainda através da interprete Josilene Anastácio que a luta pelos direitos continuaria.

Outro tema debatido na sessão desta terça foi a respeito dos transportes alternativos no município. O senhor Chico de Binda, presidente da associação de transportes do Barro Branco entregou um ofício aos vereadores reivindicando uma nova distribuição das linhas no Barro Branco. Já o coordenador dos transportes públicos do Crato Erivalton Freire usou a tribuna para denunciar o senhor Chico de Binda acusando o mesmo de ter oferecido propina em troca de uma vaga na linha daquela localidade. Freire ainda afirmou que tal vaga também foi solicitada pelo vereador Tico da Serrinha (PSC). Por fim ele reafirmou que tinha o dever de entregar a vaga à secretaria de desenvolvimento territorial para que fossem tomadas as providências necessárias.

Após o término dos debates a sessão presidida pelo vereador Florisval Coriolano (PRTB) foi encerrada.                 (Assessoria de Comunicação)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.