Header Ads

Universitários têm prejuízo por atraso de emissão das carteirinhas estudantis em Juazeiro do Norte


FOTO: Natinho Rodrigues-Diário do Nordeste
Universitários de Juazeiro do Norte, que dependem do transporte urbano para chegarem até a faculdade, reclamam que estão sendo prejudicados financeiramente. Segundo eles, desde o último dia 30, as carteirinhas estudantis, que tem validade de um ano, ficaram inválidas. E as novas carteiras deveriam ter chegado antes desta data, mas como isso não aconteceu, eles pedem a prorrogação da validade deste documento.

Segundo os estudantes, as associações responsáveis por emitir as carteirinhas alegam que o problema é devido um atraso na colocação do chip pela empresa de transportes urbanos Viametro, em Juazeiro do Norte.

Luciane Rocha cursa Biblioteconomia na UFCA, e disse que com essa situação os universitários estão tendo prejuízo ao se deslocarem até a universidade. Pois, sem a carteira de estudante, eles não tem o desconto de pagar a metade do preço da passagem.

Outra estudante, a Jaqueline Holanda, que mora no bairro Aeroporto, afirma que pega quatro conduções diárias para chegar até a universidade. Com a carteirinha de estudante ela gastava R$ 23,00, mas agora, sem poder contar com esse benefício, ela precisa pagar R$ 46,00, o que representa um aumento de 100%. “Isto está muito caro para o meu bolso, estou gastando um valor absurdo em passagens”, diz.

Esclarecimentos
Em contato com a Associação dos Secundaristas e Universitários do Cariri, eles confirmam que as carteirinhas já foram confeccionadas e enviadas para serem validadas pela Viametro, mas até então, nenhuma delas foi deferida pela empresa.

Ainda segundo a associação, existem carteirinhas que foram enviadas à Viametro há mais de dois meses para serem validadas. “Muitos estudantes também foram lesados por conta da Lei Orgânica 141, que também não possibilita o passe livre estudantil, e que dificulta ainda mais o deslocamento dos estudantes” diz.

Já em contato com o representante regional da Viametro no Cariri, José Cláudio, ele nega que esteja ocorrendo atraso na validação dos chips das carteirinhas. Segundo o representante, a empresa apenas recebe o documento para validação e devolve para as associações que distribuem para os estudantes.

Em relação a prorrogação da validade da carteirinha estudantil solicitada pelos universitários, José Cláudio disse que essa questão é definida através do Decreto nº 242, no qual especifica a validade do documento, e cabe a Prefeitura Municipal ampliar ou não o prazo das carteirinhas.

Conseguimos contato com a Prefeitura Municipal, que informou que irá averiguar a situação junto ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran-CE) e encaminhar uma resposta sobre o caso em breve.       (Portal Badalo)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.