Header Ads

Galeria subterrânea em Juazeiro do Norte é verificada por estudantes de arqueologia

Estudantes de arqueologia da Urca verificam compartimento subterrâneo, em Juazeiro. FOTO: Reprodução-Arquivo pessoal-Cristiana Holanda

Uma comitiva de estudantes do curso de especialização em Arqueologia Social, da Universidade Regional do Cariri (Urca), em parceria com Fundação Casa Grande, UFPI e Universidade de Coimbra, visitou, nessa segunda-feira (18), a galeria descoberta na Rua Padre Cícero no último sábado (16).

A ideia da visita surgiu da historiadora Cristiana Holanda que convidou o professor e coordenador do curso, Agnelo Queiroz, mestre em arqueologia e os arqueólogos Everaldo Dourado e Tibério. Estiveram presentes também na expedição informal os historiadores Renato Dantas e Regivania Rodrigues.

Em entrevista a repórter Ana Lima, Cristiana Holanda, que também é presidente da Fundação Memorial Padre Cícero, disse que a visita foi para verificar o local. "Na primeira análise não foi descartada nenhuma hipótese do que pode ser o compartimento", afirmou Cristina.

Além do espaço descoberto da Rua Padre Cícero, a comitiva visitou o compartimento que foi encontrado em março de 2009, na Casa do Padre Cícero, na Rua São José. De acordo com Holanda, os espaços são distintos.

Compartimento descoberto no subterrâneo da Casa do Padre Cícero. FOTO: Reprodução
"Na casa da Rua São José é uma construção com tijolo aparente e tem 7 metros de altura. Já na rua, são 2,7 metros de altura e as paredes laterais são feitas de um tipo de argamassa com muita pedra e o teto de madeira", descreveu.

Cristina confirmou que nesta quarta-feira (20), no período da tarde, será realizada uma visita oficial com todo aparato de segurança e com a presença da secretária Municipal de Infraestrutura, Gizele Menezes.

Com toda a estrutura devida, membros da comitiva devem entrar no compartimento para precisar como de fato era utilizado o espaço.   (Blog do Boa)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.