Header Ads

Participação de Juazeiro do Norte em festival literário de Portugal garante realização de Feira Internacional em 2019


O Município de Juazeiro do Norte esteve presente no "Freixo Festival Internacional de Literatura”, na cidade de Freixo de Espada à Cinta, em Portugal, representado pelo Secretário de Cultura, Renato Fernandes.

O evento foi realizado entre os dias 01 e 03 de junho e se debruçou sobre a obra literária do poeta Guerra Junqueiro, considerado um dos maiores autores portugueses e teve como objetivo conferir um caráter transfronteiriço e transoceânico da Lusofonia, baseado nas relações que Guerra Junqueiro mantinha com o filósofo espanhol Miguel de Unamuno e por ser, ainda nos dias de hoje, de acordo com a organização, o poeta português mais lido no Brasil.

O convite para a participação do Secretário Renato Fernandes partiu da presidente da Câmara de Freixo de Espada à Cinta, Maria do Céu Quintas, com a ideia de fortalecer os laços que ligam Brasil e Portugal e aproximar as cidades de Juazeiro do Norte e Freixo de Espada à Cinta.

Parceria
Na ocasião, foi consolidada a parceria entre as duas cidades para a realização do prêmio Guerra Junqueiro, durante a Feira de Literatura Internacional de Juazeiro do Norte que será realizada em maio de 2019. Renato Fernandes explica que nesse festival haverá a participação de três escritores portugueses, além da presença já confirmada da presidente da câmara de Freixo de Espada à cinta, Maria do Céu Quintas.

O Secretário de Cultura afirma que a ideia é transformar o festival em um evento perene com realização anual e, já em sua primeira edição, contar com a participação de escritores consagrados, mas, também, contemplar autores que estão em início de carreira.

Conforme Renato, a Feira Literária Internacional será realizada em Juazeiro do Norte, mas será aberta a todos os municípios do Cariri e deve fortalecer as relações culturais entre Brasil e Portugal. “O Prefeito Arnon Bezerra e nós entendemos que Juazeiro do Norte faz parte de uma região única e indivisível. Nossa intenção é que nesse período nós respiremos literatura. A gente quer resgatar e valorizar nossos laços do passado com Portugal, pois somos pátrias irmãs e ela nos deu nosso maior patrimônio”, disse Renato Fernandes, referindo-se à língua portuguesa.               (Assessoria de Comunicação)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.