Header Ads

Capela do Socorro recebe milhares de fieis em celebração aos 84 anos de morte do Padre Cícero

FOTO: Roberto Bulhões
Foi celebrado na manhã desta sexta-feira (20), no largo da Capela do Socorro, em Juazeiro do Norte, a cerimônia em memória a morte do Padre Cícero Romão Batista. Desde às 6 horas da manhã, a missa – tradição em todo dia 20 de cada mês – reuniu milhares de fieis e romeiros  que queriam homenagear o “padim”.

FOTO: Elizângela Santos
A solenidade religiosa foi presidida pelo cardeal Dom Orani Tempesta, arcebispo da diocese do Rio de Janeiro, além do bispo da Diocese de Crato, Dom Gilberto Pastana, e o pároco da Basílica de Nossa Senhora das Dores, padre Cícero José, que conduziram a celebração entoando cânticos e preces ao padroeiro nordestino. Ao final da celebração, um helicóptero jogou papel laminado picado sobre a multidão, onde todos gritavam “viva” ao Padre Cícero.

Em entrevista, Dom Orani falou sobre a experiência de vir ao Cariri, pela segunda vez, presidir uma celebração desta importância para os romeiros do Padre Cícero.

FOTO: George Wilson
Isso mostra o povo que tem fé, e busca a Deus. E que faz grandes sacrifícios para vir em romaria até as terras do Padre Cícero. o que esperamos sempre é que estas pessoas retornar as suas casas e suas famílias, animados para poder continuar a luta de cada dia e anão desanimar com os problemas do país hoje. Espero transformar a vida destas pessoas que tanto depositam na fé o seu pão de cada dia. Espero que a experiência da romaria possibilite ao romeiro seguir firma na caminhada, e que possam ser bons cristãos.

O prefeito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra, falou um pouco da perspectiva desta romaria e fala sobre a importância dos romeiros na cidade.

Toda romaria tem-se a responsabilidade em festejar o povo devoto de Juazeiro, que construida e continua sendo desenvolvida pelos romeiros. Todos eles vem renovar sua fé e nos deixam muitos ensinamentos, ele também se tornam cidadãos juazeirenses. Isso é uma demonstração de que somos uma cidade do trabalho, e nunca esquecemos das pessoas que o fazem. Independente da religiosidade de cada um, todos veem no Padre Cícero a possibilidade e a inspiração que temos até hoje. Temos uma eterna gratidão aos romeiros.

O bispo diocesano do Crato, Dom Gilberto, fala um pouco sobre a experiência de difundir a cultura das romarias em outras dioceses e a presença do clero de outras regiões no percurso religioso em torno do patriarca do Juazeiro.

Nosso desejo é que cada dia mais se faça aquilo que nos propomos a ser. Queremos fazer com que o Brasil todo conheça essa romaria e a vida do Padre Cícero, por isso trazemos bispos e cardeais de todo o país. Estamos trazendo mensalmente todo o clero do Estado e de outras regiões, para que conheçam toda essa manifestação religiosa do povo romeiro. Queremos integrar e fazer que isso se torne virtuoso e que possa ser seguido por todos àqueles que procuram no Padre Cícero uma intercessão, uma voz ao pai, nosso Deus.

Por fim, o pároco da Basílica de Nossa Senhora das Dores, e também organizador da celebração que integra a semana do município, padre Cícero José, falou um pouco sobre sua experiência levando à frente a tarefa de guiar as romarias na cidade.

Penso que desconstruir conceitos e construi-los através da experiência do romeiro é o primeiro passo para deixar fazer da experiência uma possibilidade de tornar a dar continuidade ao trabalho pastoral, que nos foi deixado pelo padre Joaquim Cláudio. Apostamos nessa questão da coletividade, comunidade e das lideranças. Temos tido essa resposta e vendo a participação mais ativa dos romeiros. Despertou em nós uma experiência de contraponto ao percurso tradicional, fomos ao encontro dos romeiros em diversas localidades através de caravanas, e hoje fico feliz em reencontra-los na nossa terra, e eles agradecem por termos ido até a casa deles. Ao mesmo tempo surgem desafios, temos que preparar, convidar, e ao mesmo tempo propor algo diferente. Toda essa dinâmica é prova de que se Deus esta no comando, somos juntos mais fortes, e estamos espiritualmente renovados.

Semana do Município
O padre Cícero afirmou ainda que, além de ser desenvolvido o trabalho de acolhida aos romeiros, em parceria com o poder público municipal, é oferecido pela gestão postos de saúde, orientações e outros serviços durante a romaria. A missa em comemoração aos 107 anos de emancipação política do município será realizada ás 9h da manhã do dia 22 de julho, na basílica, por ela ser o primeiro templo religioso fundando pelo próprio Padre Cícero. (Portal Badalo)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.