Header Ads

Centros culturais promovem intercâmbio internacional no Cariri

Na produção desse momento multicultural, eventos
como rodas de conversa, apresentações culturais, oficinas
e exposições estão sendo realizadas, unindo as oralidades
e as artes dos povos afro-luso-brasileiros. FOTO: ALEX PIMENTEL
O Grupo Trigo Limpo, do Teatro da Associação Cultural e Recreativa de Tondela (Acert), de Portugal, encerra, neste sábado (28), no Cariri, a programação do 2º Encontro de Artes Saberes e Culturas dos Sertões. O ator José Rui Martins e a musicóloga Luísa Vieira, protagonistas do espetáculo teatral lusitano "20 Dizer - A palavra com som, cor, corpo e alma", visitam a Escola de Saberes de Barbalha, fechando o intercâmbio cultural promovido também noutras três escolas culturais, a Casa de Cultura e Saberes Rosemberg Cariry (Farias Brito), Escola de Saberes Ave Poesia (Assaré) e Casa de Saberes Cego Aderaldo (Quixadá), ainda os dois escritórios regionais da Secult, no Cariri (Vila da Musica) e no Sertão Central.

O Encontro, promovido pela segunda vez, recebeu este ano a abrangência afro-luso-brasileira, com a presença de personalidades importantes do meio cultural dos países de língua portuguesa: Angola, Cabo Verde, Portugal e Brasil. O objetivo principal do intercâmbio é o fortalecimento das tradições artísticas e músico-literárias.

Na produção desse momento multicultural, eventos como rodas de conversa, apresentações culturais, oficinas e exposições estão sendo realizadas, unindo as oralidades e as artes dos povos afro-luso-brasileiros.

Desde o dia 21 deste mês, as Escolas de Sabres do Ceará discutem e requalificam suas atividades. A ideia surgiu após intercâmbios promovidos pela Casa de Saberes Cego Aderaldo, Escritório da Secretaria de Cultura do Ceará (Secult) no Sertão Central. A professora Juraci Maia e o cineasta Rosemberg Cariry foram os idealizadores do Projeto das Escolas de Saberes.

O evento reúne artistas, escritores, fotógrafos, pesquisadores e culturistas. Também é a oportunidade para o público destas regiões conhecer outras culturas com língua portuguesa, através da oralidade, da musicalidade, e dos trabalhos manuais. As atividades seguem até o dia 29. Na produção desse momento multicultural, rodas de conversa, apresentações culturais, oficinas e exposições estão sendo realizadas, unindo as oralidades e as artes dos povos afro-luso-brasileiros.

Os compatriotas lusitanos são representados pelo professor José Carlos de Paiva, diretor da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, os ceramistas Carlos Lima e Xana Monteiro, da região de Tondela, ainda o ator José Rui Martins, a musicóloga Luísa Vieira e o fotógrafo Ricardo Chaves, do Grupo Trigo Limpo, completam a caravana portuguesa. Já os pesquisadores Luciana Lima, Flávia Lira, Rosemberg Cariry e o fotógrafo Paulo Emilio são alunos do Doutoramento em Artes da Faculdade de Belas Artes do Porto. Estão participando do Encontro.

O espetáculo "20Dizer - A palavra com Som, Cor, Corpo e Alma", apresentado pelo Grupo Trigo Limpo de Teatro já foi apresentada mais de 150 vezes em Portugal e no estrangeiro. O ator José Rui Martins, com suas declamações e Luísa Vieira com arranjos, canto, flauta e m'bira, se reúnem com cantadores e cordelistas na Vila da Musica nesta sexta e sábado ainda em vivência artística e processo criativo de montagem de uma edição desse mesmo espetáculo sob a ótica do cordel e o repente nordestino.

Debate
O reitor da Universidade de Angola - Luanda, Filipe Zau, e o ex-ministro da Cultura de Cabo Verde e músico Mário Lúcio Sousa trouxeram ao debate as memórias, culturas e ancestralidades entre a África e o Brasil na conferência dos Territórios de Encontros, acompanhados do secretário de Cultura do Ceará, Fabiano dos Santos.

Além dos estrangeiros, artistas do Ceará, vindos da Capital e do Sertão Central têm recebido elogios dos visitantes e do público. Em Quixadá o músico Pingo, apresentou o show Relicário de Canções e Júlio Jamaika o Xote Metido a Besta & Referências. Acompanhado de Tony Remelexo, na percussão, Bruno Brasil, no baixo, Helder Menezes, no acordeon, ele deu um passeio pela musicalidade brasileira, de Luiz Gonzaga ao autoral. Já no Crato, o Grupo Bando apresentou no Terreiro da Casa de Garcia, "Obirim - Festa Espetáculo. (Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.