Header Ads

Jovem cearense é o único brasileiro selecionado para estudar em Oxford


Victor Ivo venceu a Olimpíada Brasileira de Física durante três
anos seguidos: em 2015, 2016 e 2017. FOTO: Fabiane de Paula
“No meio da dificuldade encontra-se a oportunidade”, declarou outrora um dos mais famosos gênios da história: Albert Einstein. É na dificuldade que agora Victor Ivo, de 18 anos, corre em busca da oportunidade de atravessar o oceano para realizar o sonho de estudar em uma das mais renomadas universidades: Oxford, no Reino Unido.

O jovem, nascido em Fortaleza, apaixonou-se pela física logo na infância, quando ainda tentava concluir o Ensino Fundamental. O sentimento aflorou, ou na linguagem da física “reagiu”, desde as primeiras aulas. “Comecei por conta própria a ler os livros da escola e, em mais ou menos, uma semana eu conclui a matéria do ano inteiro. Aí eu peguei os livros do Ensino Médio e resolvi tudo em três meses”, relata ele sobre o primeiro contato com a matéria.

O interesse continuou a evoluir, até que os colegas e professores de Victor começaram a incentivá-lo para participar de competições científicas com o objetivo de aprimorar e testar o próprio conhecimento. Os incentivos resultaram em medalhas. Victor venceu a Olimpíada Brasileira de Física durante três anos seguidos: em 2015, 2016 e 2017, quando fazia os três anos do Ensino Médio.

Hoje, os títulos nacionais de Victor dividem espaço com a medalha de ouro na Olimpíada Internacional de Física, realizada na Indonésia em 2017, sendo o único cearense a obter esse título; e com a medalha de prata conquistada na Estônia, quando o Brasil foi convidado a participar da Olimpíada Europeia, em 2017. O jovem também foi homenageado na Assembleia Legislativa do Ceará por conta das conquistas.

Oxford
Victor Ivo acumulou, em 2018, mais um título exclusivo: o único brasileiro a ser aprovado no processo seletivo da Universidade de Oxford, no Reino Unido. O resultado é individual, mas a ajuda que o jovem precisa é coletiva. Para concretizar o sonho de estudar em Oxford, o cearense precisa de R$ 235 mil.

“Eu fiz a vaquinha para conseguir pagar o primeiro ano. E depois disso eu pretendo trabalhar para conseguir o dinheiro para os outros anos”, comenta o jovem sobre o período do curso divididos entre três anos de graduação e um ano de mestrado.

O cearense luta para conseguir o valor necessário até o próximo mês de setembro, para conseguir resolver todos os trâmites envolvendo pagamento de matrícula, e documentação necessária para a viagem, pois as aulas iniciam em 1º de outubro de 2018.

Victor também revelou que pretende retribuir todo o apoio conquistado. “Eu me filiei à Rede Mais Educação e me comprometi a devolver, futuramente, todo o dinheiro acumulado para alunos em situações semelhantes”.

Como ajudar
O público interessado em contribuir com o sonho de Victor Ivo pode acessar a 'vaquinha virtual' que ele está realizando na internet: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajude-victor-a-chegar-em-oxford?utm_campaign=facebook&amp%3Butm_content=326681&amp%3Butm_medium=button&amp%3Butm_source=VkCreated

Os valores de doação começam a partir de R$ 50. O contribuinte também receberá uma recompensa que muda de acordo com o valor doado.

O jovem também estabeleceu metas públicas que serão cumpridas quando alguns valores forem atingidos. Essas metas variam entre vídeos explicando sobre o funcionamento dos estudos no Reino Unido; como conseguir estudar fora e dicas para Olímpiadas de Física.        (Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.