Header Ads

Movimento de passageiros no aeroporto de Juazeiro registra alta de 4,51% em junho

FOTO: Ycaro Calou
O terminal aeroportuário de Juazeiro do Norte registrou, no último mês de junho, saldo positivo em movimentação de passageiros, em comparação com o mesmo período do ano passado. Mesmo tendo menor fluxo se comparado ao último mês de maio, devido a greve dos caminhoneiros, foram 4,51% a mais que junho de 2017.

O primeiro semestre de 2018 totalizou 258.296 passageiros que embarcaram e desembarcaram no Cariri, saldo menor que os 270.531 usuários que passaram pelo terminal no primeiro semestre do ano passado. Dados da Infraero apontam que o número decrescente se deu por conta dos muitos cancelamentos de voos, ocorridos durante os dias de paralisação nacional dos caminhoneiros. Entretanto, a estatal garante que a estimativa é manter uma tendência de crescimento para o segundo semestre de 2018, mantendo a média de maior fluxo se comparado ao ano anterior e somando também a movimentação da alta temporada.

Melhorias no terminal
Atualmente melhorias estão sendo feitas pelas instâncias governamentais, junto à Infraero, como a obra de ampliação da capacidade de carga do pátio de estacionamento de aeronaves do aeroporto. Apesar dos contratempos com o período chuvoso e a greve dos caminhoneiros, o cronograma está dentro do previsto e a conclusão deve ocorrer até o final de agosto deste ano, se não houver novos imprevistos. A empresa também ressalta que a obra está dividida em duas etapas: a primeira, já concluída e liberada para operação, e a segunda que está em curso.

Atualmente, o aeroporto de Juazeiro do Norte conta com uma média de 18 pousos e decolagens comerciais regulares por dia, sendo operado por três companhias aéreas (Azul, Gol, Avianca). Os destinos dos voos que partem de Juazeiro do Norte são: Recife (PE), Campinas e Guarulhos (SP), Fortaleza (CE) e Brasília (DF), permitindo conexões em todos estes.

Concessão
Está prevista para dezembro deste ano o leilão de três blocos, que totalizam 13 aeroportos atualmente administrados pela estatal, que serão entregues a iniciativa privada. O aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, um dos mais movimentados do interior nordestino, faz parte do bloco mais caro. A expectativa é de lance médio em torno dos R$ 700 milhões para investir em melhorias nos terminais de Juazeiro do Norte (CE), Campina Grande (PB), João Pessoa (PB), Recife (PE), Maceió (AL) e Aracaju (SE). (Portal Badalo)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.